HMB - (beta-hydroxy-beta-methylbutyrate) Saiba mais sobre este potente suplemento!



O HMB (beta-hydroxy-beta-methylbutyrate) é um metabólico do aminoácido LEUCINA e é produzido naturalmente em nosso organismo, é encontrado em muitos dos alimentos consumidos, tais como: peixes, e no leite, Embora encontrado na natureza é muito difícil conseguir uma base regular de alimentos que forneça suficientemente todos os benefícios do HMB. Portanto, o uso deste é vantajoso para nós praticantes de musculação.

O HMB é caracterizado como recurso ergogênico por suas propriedades anti-catabólicas regulando o metabolismo protéico. O mecanismo deste processo é, ainda, desconhecido, mas supõe-se que o HMB seja responsável pela regulação de enzimas proteolíticas. É usado na tentativa de elevar os níveis de força, acentuar ganhos na dimensão e força muscular e prevenir microlesões no tecido muscular, que ocorre após os treinos árduos.

Estudos universitários com placebo controlado mostraram que HMB ajudou jovens praticantes de musculação a ganharem mais força e hipertrofia. Outro estudo examinou o efeito que HMB fez sobre idosos (acima de 65 anos) que treinaram com peso. Este estudo mostrou que tomando HMB eles obtiveram melhores resultados do que os que não tomaram a suplementação. Ainda outro estudo mostrou que mulheres que se exercitaram regularmente com pesos e receberam suplemento de HMB ganharam mais medida e força e perderam mais gordura.

Nissen et al. (1996) realizaram dois experimentos que avaliaram o efeito da suplementação de HMB. No experimento 1 foram administradas três doses diferentes de HMB (0, 1.5 e 3.0 gramas por dia) e dois níveis de ingesta protéica diária, uma considerada normal de 117 gramas diárias e outra considerada alta de 175 gramas diárias, a indivíduos (n=41) que realizavam exercícios com cargas durante 1.5 horas por dia, 3 vezes por semana durante três semanas. No experimento 2 foram administradas duas doses de HMB (0 e 3.0 gramas por dia) a 28 indivíduos que realizavam exercícios com cargas durante 2 a 3 horas por dia, 6 vezes por semana durante sete semanas.
Estes experimentos apresentaram os seguintes resultados: quanto ao experimento 1, constatou-se no grupo suplementado um decréscimo da proteólise muscular induzida pelo exercício nas duas primeiras semanas de exercício (avaliada pela quantidade de 3-methylhistidine na urina). Na terceira semana houve uma redução da creatina fosfoquinase plasmática. Foi observado, também, um maior aumento de carga nos exercícios a cada semana pelo grupo experimental; quanto ao experimento 2, os indivíduos suplementados obtiveram um aumento significativo da massa magra na 2a , 4a ,5a e 6a semanas, quando comparados com o grupo controle.
Nissen et al. (1996) concluíram que a suplementação ergogênica com HMB (1.5 a 3.0 gramas por dia) pode parcialmente reduzir a proteólise induzida pelo exercício e/ou diminuir os danos musculares. Como resultado, há ganhos maiores na função muscular associada aos exercícios contra-resistência.

Ainda a unica coisa que nos deixa um pouco distante do HMB ainda é o seu custo, mas olha se tiver condições invista é óbvio que nunca como o unico suplemento, mas conciliado com um treino eficaz e alimentação adequada terá resultados satisfatório.

A dosagem efetiva com este suplemento gira em torno de 3gr. diarias , ou seja tres vezes mais do que nosso organismo pode produzir sendo divida durante o dia junto com as refeições e pricipalmente no pós treino.


Um forte abraço a todos e bons treinos!!!

Nenhum comentário: