A prostituição da profissão de personal trainer.

A prostituição da profissão de personal trainer.



O profissional em qualquer área deve se fazer necessário e valorizar a categoria e a si mesmo!


Resolvi escrever este texto, por ser realmente desanimadora situação que se encontra a profissão de personal trainer no Brasil.
Desanimadora não no que diz respeito a mercado de trabalho, pois este cresce cada vez mais, mas sim na falta de tato para negócios que boa parte dos educadores físicos recém formados ou ainda estagiando estão transformando ou vulgarizando (literalmente, prostituindo) o exercício da profissão de personal trainer.
As faculdades ano a ano largam no mercado milhares de educadores que em sua maioria se convencem ser treinadores pessoais e erroneamente tentam ou entram no mercado de trabalho disputando alunos não pela qualidade do serviço, mas sim pelo valor da hora aula, como se a profissão estivesse sendo disputada em um leilão, aonde leva quem paga menos!

Estive recentemente no interior do Rio Grande do Sul e pude presenciar professores cobrando cerca de 11 reais por sessão de treino (150 reais por 13 aulas ou 3 vezes na semana como quiserem ), e indaguei se o trabalho exercido por ele não estava sendo pessimamente remunerado , e a resposta dada a mim foi de que era o valor de mercado.
Ora, se isto é valor de mercado para alguém qualificado que cuida da saúde e estética das pessoas por ele assistido, (personal trainer é o profissional que trabalha com os desejos e necessidades dos seus clientes), penso que este também deveria ser o valor de uma consulta medica ou odontológica, já que um vip training, nada mais é que um profissional da área da saúde.

Para saciar as minhas curiosidades, comecei a perguntar então aos meus vários contatos e amigos que trabalham na área, o valor de suas horas aulas e pacotes mensais para cada tipo de aluno, nas varias regiões do Brasil, incluindo cidades litorâneas, do interior e também das capitais, e o susto continuou. As respostas ouvidas foram valores mensais que variavam de 10 a 25 reais por hora aula, sempre acompanhadas por um sonoro: É o valor de mercado!



Ok então caro personal leitor deste texto, talvez você esteja se indagando o porquê da minha preocupação com tais valores se o mercado estipula isso e não tem a menor possibilidade deste quadro mudar daqui a um breve período de tempo.

O mercado não impõe nada, pois em qualquer lugar do nosso pais (rico ou miserável) o preço de uma consulta medica particular gira em torno de 150 a 180 reais, o litro de leite longa vida e a gasolina também são iguais, um carro popular igualmente, então por que os médicos unidos estão cada vez mais ricos e os personais (existem muitas exceções) em sua maioria vivem na mediocridade como alguns que depois de anos não conseguiram comprar nem um carro que dirá zero quilometro. Idiotamente um dos meus contatos respondeu: Acima de tudo, somos educadores! Quando na verdade deveria ter dito que acima de tudo fomos ensinados a sermos uma classe desunida que peleja por migalhas e que em nossas faculdades não fomos ensinados que cada um é a empresa de si mesmo (personal trainer S/A).

Personal trainer não é um educador e sim um prestador de serviço personalizado, e educador é professor de colégio.



O que um cliente (pois um aluno de personal, que é uma empresa fornecedora de um serviço de treinamento personalizado) pode esperar de um professor mal remunerado que miseravelmente não consegue ser prospero financeiramente e nem ao menos investir em cursos de especialização? Pode esperar de tudo! Mas deveria esperar somente o melhor serviço possível.

Olhando pelo lado do cliente, quanto menor o valor, melhor! Mas quem busca preço, raramente encontra qualidade!

Um amigo do interior de São Paulo me contou que uma cliente foi até ele cotar o valor de personal que ele cobrava, e que tinha sido altamente recomendado como o melhor personal de sua cidade. Quando ele disse cobrar 50 reais a hora ele quase caiu para traz dizendo que o salário dela era de 850 reais na usina de álcool. Ele completou dizendo: o serviço de personal trainer não é para todas as camadas sociais! Claro que ela deve ter ficado muito enfurecida com tal afirmação, mas comprar na Daslu (http://daslu.com.br/) também não é para todo mundo, e as mulheres sonham com tais produtos e mimos, e treinamento personalizado tem seu custo, pois ninguém no Brasil hoje pode ser personal sem ao menos estar credenciado ao sistema Confef/Cref, ser formado ou no mínimo provisionado e em ambos os casos contaram com muito suor descendo nas testas.

Quem não valoriza a si mesmo ou sua profissão, não valoriza ou seu publico alvo!



Nos últimos 10 a 15 anos, a mídia bombardeia a cabeça dos consumidores com imagens de pessoas famosas fazendo atividades físicas ao lado de seus personais, novelas ultimamente mostram os mesmos atuando assim como a participação de colegas em reality shows e os próprios apresentadores da televisão brasileira , quando entrevistados sobre a sua esplendida forma física , creditam a seus personais o mérito de disciplinar e manter-los na linha.



Mas a propósito, de quem é a culpa dessa baixa estima que assola a profissão na maioria das vezes, e dessa falta de profissionalismo e desunião tão visível? Do CONFEF, que deveria instituir um exame nos moldes da OAB que separe os bons dos ruins? Ou deveria barrar o numero de vagas a serem oferecidas nas faculdades e “UNIS da vida”? Ou talvez devesse reavaliar as grades do ensino superior e obrigar a colocação de uma matéria com o nome de valor de mercado?

Eu sinceramente não me lembro de ter visto algum medico pobre, mas conto nos dedos os personais bem sucedidos (na verdade conheço muitos bem sucedidos, mas em percentuais é uma minoria!)!

O profissional deveria se conscientizar que aulas particulares não recolhem impostos (o que aparentemente é um bom negocio), mas também não oferecem fundo de garantia , aposentadoria , seguro desemprego , décimo terceiro salário, não dá direito a férias ...

Em uma pesquisa feita por um site, sobre o valor cobrado por sessão de treino, somente 8,5% dos personais entrevistados disseram cobrar + de 50 reais por sessão e 25,2 % cobravam menos de 20 reais.

A essa altura da leitura você deve estar se perguntado: O que este cara tem haver com quanto eu ganho?

Realmente com quanto você ganha dando aula, eu não tenho nada haver, muito menos com quantos alunos cada personal tem, mas com o valor cobrado tenho sim , pois quem age como uma prostituta destruindo o mercado , está me ferindo diretamente , afinal sou um profissional da área e o descrédito recai sobre a minha profissão.



Médicos moram em Alphaville e personais prostitutas moram em kinets alugadas!

Um médico estuda mais que um educador físico? Talvez sim, talvez não, mas com certeza se valoriza mais!

Recebe essa valorização por que o chamam de doutor e o personal de professor? Ou por que o medico não recebe o dinheiro das consultas e sim as recepcionistas de seus luxuosos consultórios e o personal senta para negociar valores com um possível cliente chorão, que mesmo pagando barato merece serviço de primeira qualidade no seu direito de consumidor!

Nos países de língua inglesa, os médicos são chamados de "doctor". Quando escrevem artigos, ou em seus jalecos, no entanto, não empregam o termo, mas apenas o próprio nome, acompanhado da abreviatura M.D. (medical degree), isto é, "formado em Medicina", "médico”.

Entre nós, o "doutor" do médico se generalizou na boca do povo por tradição, por respeito, por admiração, por espontânea deferência pelo saber e prática do ofício médico.

Eu exijo então que todo este respeito e admiração venham também para nós personais, mas este mérito vai depender da postura dos profissionais, e não de uma imposição abafada pelos que realmente levantam a classe (novamente a minoria não deve passar de 5% no nosso caso).

Muitos agora estão indagando: Por que este cara está comparando os personais aos médicos, que vá fazer medicina então, afinal os personais estão muito melhor que a boa maioria das profissões!

Isso é a pura verdade, mas eu fui ensinado e olhar para cima e me nivelar pelo alto, e quem pensa ao contrario nunca vai poder fazer parte de uma elite, e se qualifica como povo (pessoa que não faz valer seus direitos) e não como cidadão (pessoa que exerce seus direitos)!

Este texto depois de espalhado pode acabar até fendendo no meio dos personais trainers, mas com certeza vai abrir os olhos de muitos profissionais que se sub valorizam e assim ferram a dignidade de seus pares.

Pensem bem no que leram aqui acima, e vejam se em boa parte não estou coberto de razoes, análise o seu proceder como personal, se você não está trabalhando muito e colhendo pouco!

Boa sorte a todos e fiquem com Deus!


Texto escrito por: Prof.Kleber Caramello, O Personal das Celebridades Cref 3771/DF (www.personaldascelebridades.com.br)
Colaborou também neste texto: Prof. Bráulio Colmanetti Cref 47666/SP (www.personaltrainersaopaulo.com)




60 comentários:

Tatiana Delgado disse...

Sensacional esse texto! Vejo essas coisas acontecerem tbém! Mas onde eu trabalho a coisa graças a Deus não funciona assim.
A nossa categoria é MEGA desunida!
Se fosse mais unida e mais organizada seríamos mais valorizados e respeitados.
Parabéns pelo texto!

Vanessa Roos disse...

CONCORDO CONTIGO, MAS INFELIZMENTE TEMOS QUE DIVIDIR ESPAÇOS COM PROFISSIONAIS QUE NAO VALORIZAM A CATEGORIA E PESSOAS QUE NEM DA AREA SAO!!!

Victor Callagham disse...

Conheço gente assim aos montes, esses dias uma menina me procurou dizendo querer se prepara para um concurso público, quando cobrei dela o preço justo, ela respondeu: Que isso que absurdo, o "fulano" me cobrou R$15 por hora. Respondi:Desculpe mas meu diploma não veio de brinde pelo correio. E o pior é que o "amigão" foi da minha sala na faculdade!!!!

Vinícius Zen disse...

Muito bom o texto!
Me deparo muito com esta realidade aqui em Curitiba, com certeza nossa classe é muito desunida e acaba com isso "prostituindo" e denegrindo a nossa profissão!
Mas também acredito que cada um valoriza o seu trabalho como achar melhor, pois se eu cobro um valor de mercado que está acima da média, ou o valor que corresponde a de um profissional qualificado, é porque valorizo minhas horas de estudo, experiência profissional e tempo de prática, então cabe aos nossos clientes decidirem por um trabalho valorizado com um profissional gabaritado que lhe trará resultados ou um trabalho com um simples "instrutor", que muitas vezes não tem a menor experiência prática e que se titula Personal Trainer!

Vinícius Souza - Personal Trainer disse...

Braulo, parabens pelo texto!! Afirmativas muito lúcidas. Infelismente o treinamento personalizado está tão prostituido como o profissional. Ter personal em treinamento hoje "virou moda" e qualquer vendendor de cachorro quente quer ter um e acaba encontrando profissionais que cobram seu serviço mais barato que o proprio cachorro quente! Abraços

A VIDA DE UM CAPOEIRA... disse...

Excelente abordagem, no texto descrito.

Porém qualquer profissional de verdade, há de saber que esse tipo de "PROSTITUIÇÃO" já vem atravessando décadas. Sugiro que o tema seja abordado não somente aqui, mas, em revistas de grandes circulações terá o meu apoio nessa tarefa.

Aproveitando o ensejo, gostaria de abordar um assunto que contribui pra esse tipo de "PROBLEMA" não só por parte dos más profissionais e sim aqueles que nem são área.

Para um melhor entendimento, segue a preocupação.

Sou fisiculturista amador, e me considero ainda um iniciante apesar de ter iniciado em 2005.

Também sou Graduado em Educação Física e Pós graduado em Musculação.

A grande preocuapação é o fato de pessoas que competem, tem a sorte de ficar entre os 3 primeiros lugares, sair por aí passando séries, para leigos que almejam um corpo musculoso. E confiar na pessoa pelo simples fato de saber que é fisiculturista.

Quero deixar claro, que não desmereço aqueler que tem uma bagagem de atleta. Pois, ainda tenho muito o que aprender com os antigos.

O fato é que muitos não tem embasamento técnico científico e uma formação na área.

Enfim, se existem os PROSTITOS(a), que tem formação ou acham que tem, o que poderiamos classificar esses que nem formação tem?

Ps. Há, isso está virando moda, ainda mais que o fisiculturismo no Brasil está crescendo.

abraços a todos.
Negro Tota - Bsb

Joel disse...

E mestre você tem toda razão,já vim muitos casos deste aqui no meu estado onde moro.
Parecem que os Profissionais está passando por tanta dificuldades financeiras que aceitam trabalhar por quantidades de aulas horas medíocres.
È por causa destes amadores que nossa profissão está do geito que está,não somos reconhecido. Estamos a frente da Fisioterapia mais ela é mais reconhecida do que a Educação Física.
Pareci que vivemos ainda nas sombras da marginalidade,onde você vende o almoço para comprar a janta.

Braulio Colmanetti disse...

Galera estou lendo todos comentarios, aqui no site, twitter, comunidades do orkuts, fórum, em breve posto um comentário meu sobre tudo que ouvi pra discutirmos enquanto isso só peço para quem gostou do assunto e tema espalhem entre os amigos e bom profissionais, pq sei que os ruins e acomodados pouco se importam com isso, afinal trabalhar para comer e não prosperar e buscar conhecimento para se valorizar!!

Personal Ricardo Wesley disse...

Eu sou Personal Trainer também, concordo com tudo o que foi dito, moro em São Paulo e trabalho faço parte daqueles 8% que cobram mais caro.
Mas eu também entendo, por exemplo, personais que moram em uma cidade mínima no interior de alguma cidade cobram 20-30 reais por sessão, não descordo deles também, pois o publico alvo deles tem essa possíbilidade.
Temos que levar em conta que da mesma forma que existem academias de 500 reais de mensalidade e academias de 50 reais. Também é possível ter personais de 20 e de 200 reais.
Isso para não entrar no mérito que diversas academias pagam salários ridículos para os professores, e isso torna ainda mais crítico a situação, onde esses 50 reais representa o que o professor ganhar trabalhando em sala por algumas horas.
Enfim gostaria de finalizar, que espero que todos os profissionais consigam se valorizar, pois sei que todos tem a capacidade para cobrar mais, apesar de ser verdade que o valor mínimo cobrado por certos profissionais dificulta a valorização da nossa profissão, a qualidade é nosso diferencial e dessa forma vai sempre ter espaço para todos.
Abraços e Bons Treinos!
www.ricardowesley.wordpress.com

Thársis disse...

Médico ganha bem não é pq a classe é unida, mas sim pq o profissional é de alto nível de qualificação e a demanda/oferta é alta.

Se você se acha qualificado, não deveria se preocupar com quanto os outros cobram.

greidson disse...

PARABENS PELO TEXTO. SE NÃO NOS VALORIZARMOS NINGUEM NOS VALORIZA. INFELIZMENTE TEREMOS QUE DESBRAVAR MUITA COISA MAS VAMOS A LUTA PORQUE SO OS VERDADEIROS PROFISSIONAIS SABEM O TANTO QUE TEMOS VALOR.
SUCESSOS A TODOS E FORA AS PROSTITUTAS DE PLANTÃO.

ATENCIOSAMENTE:
Greidson - 01802-G/MG

Braulio Colmanetti disse...

Tharsis vc é personal e não acha a profissão de alto nível, então é simples trabalha em outra profissão, pois se não acha a profissão de um nível bom é pq vc não investe nela não se prepara para atender um publico mais exigente que busca em um personal realização pessoal e resultados!

Júlia disse...

Infelizmente, alem de personais prostitutas existem academias tambem, que trocam mensalidades por vale alimentação, trocam por marmitex ou até hospedagem em hoteis. Onde moro até jardineiro, açougueiro ja deu aula, mas infelizmente a fiscalização só pega quem é formado e que não esta com a mensalidade em dia.....
Nossa profissão foi tão desvalorizada anos atras que até esteticista e cabelereiro estão em maior destaque.... Temos que nos unir e mostrar para todos o tamanho da nossa importancia em suas vidas... Não é cabelo, massagem, unhas.... é o corpo, saúde e tambem a mente que cuidamos...

Raquel Soares disse...

Bom belo texto, porém acho que os problemas são maiores do que somente “cobrar pouco”.

A diferença básica entre uma OAB, em CREF, já discutiu muito na minha turma, e sou tida como chata, brigona, encrenqueira, que seja não me importo com aos adjetivos, pois antes de ser o que seja, e fale, eu sou uma pessoa que acredita em si, no que faz, sou uma cidadã, e luto pelo que acho justo.
Antes de cursar Educação Física, cursei Direito e posso falar a diferença está no básico, FORMAÇÃO DE BASE, neles envolve respeito, conhecimento pleno de seus direitos e deveres, comprometimento técnico, você não vê um advogado com registro na OAB que não saiba a constituição e decorado o artigo 5°, mas você vê um “personal” que não sabe o básico sobre fisiologia, bioquímica e biomecânica, por isto fisioterapeuta, médico tem lutado para tirar espaço, pois por falta de base educacional tem dados do aumento de problemas de saúde e posturais devido aqueles que pagam seu diploma parcelado e já sai da faculdade achando sem prática alguma dando personal.
Na formação um advogado aprende a indagar, questionar, embasar, e defender a integridade do seu cliente a todo custo, eu vejo na Internet coisas como mulheres falando “meu personal me mandou tomar 1 dura por semana”. Um advogado ou médico bem sucedido começa seu estagio cedo, começa a vivenciar cedo, ele começa folhear processos, entender os tramites processuais, o médico tem 4 anos de residência.
Um advogado aprende a competir sem denegrir, um professor aprende a denegrir para competir. A OAB tem suas colocações “força de lei, um advogado pode ser formado em Brasília, e defender um cliente de São Paulo, mas um educador físico não pode segundo a legislação do CONFE, ele pode adentrar presídios, conseguir facilmente um mandado para acessar certo local, agora um professor mesmo sendo formado e seu ambiente de trabalho ser ACADEMIA, não pode por que os donos simplesmente obrigam os clientes a pegarem personal do quadro de acordo com os mesmos profissionais, proibindo outros profissionais com direito de exercer sua profissão de a fazê-la”.
O professor se vende por 5,9 hora aula onde a mensalidade é 240 reais e ainda paga porcentagem a mesma do seu aluno porque o dono do estabelecimento é o “cara”, e tem.
O OAB age como sindicato, os donos de academias tem sindicato que defendem o que ele julgam ser de direito, professor tem sindicato? Tem união de classe?


Ser mau pago é só um reflexo, tem que construir sua carreira, formar base, pois existe médico que faz mesma cirurgia e cobra preço maior ou diferente e mesmo assim o cliente prefere o que cobra mais por ser bom e realmente merecer o valor que cobra, ele tem trabalho para mostrar tem crédito. Não acredito que nivelar fará tanta diferença, pois quem é bom sempre poderá cobrar o que acha justo, mais e não faltará cliente, porém tem que se pensar no mínimo com os 10% do honorários de um advogado ser lei.

Isto é só um dos vários problemas de uma classe desorganizada, má preparada e bagunçada.

Rafael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael disse...

Entendo sua indagação, mas essa desvalorização de profissionais não é de hoje e também não envolve somente personal trainers, irei citar um exemplo pratico na minha área.

Na área de informática também ocorre o mesmo, um técnico 'meia boca' cobra de um serviço a metade por um técnico visto como 'qualificado' enquanto o cliente se vê obrigado a aceitar o trabalho do meia boca.
Enquanto estagiários se veem obrigados a aceitar qualquer "trabalho" oferecido mesmo que NÃO seja da área/curso que faz = Acho isso um desrespeito das EMPRESAS com os estudantes, uma vez que grande parte das vagas envolvem ter experiência profissional anterior; nesse aspecto deveria-se criar um incentivo ao conhecimento e programas nas empresas de treinamento para futuros profissionais

Mas já que as EMPRESAS julgam falta de pessoal 'qualificado', causando estragos pois tal falta desses profissionais de fato, está fazendo com que as empresas oferecem o serviço a qualquer pessoa (caindo no mesmo dilema da área de ed.fisica). Isso claro, que nossa área NÃO TEM CONSELHO REGIONAL.

Mas voltando ao assunto do artigo, vejo que acontece praticamente o mesmo dilema que se vê com as "profissões desmerecidas",
O que deve-se fazer é realizar mudanças no currículo do curso envolvendo algumas disciplinas voltadas para carreira profissional e empreendedorismo, disciplina que está na 'moda' entre os cursos de tecnologia/curta duração. onde ensina o aluno a se valorizar, montando planos de careiras.

"È incrível ver nas academias, havendo exceções, onde um INSTRUTOR passa um exercício ERRADO para um determinado tipo de aluno, fazendo ERROS BÁSICO BIZARROS, se alguém chegar na academia com um treino pronto ele não vai saber nem INTERPRETAR o treino dele, triste, revoltante, e ainda o INSTRUTOR tem a cara de pau de dizer que É PERSONAL TRAINER kkk, com isso ainda, cobrando meros 15 reais por aula!, em uma academia de 50 reais de mensalidade"

Uma outra postura dos conselhos regionais será valida, criando códigos de conduta profissional único, estabelecendo salários base para cada área etc assim como acontece no Sistema CREA de Engenharia, onde dependendo do caso envolve até processo de ORDEM CRIMINAL. valorizando as categorias envolvidas. Além da obrigatoriedade de provas técnicas de disciplinas básicas de fisiologia, bioquímica e biomecânica para conseguir o registro, assim como acontece na OAB, além de incentivo maior ao estágio de residência (assim como os médicos fazem).

Acho que falta fiscalização no CREF sobre, tornando esse sistema precário, abrindo brechas para os profissionais que não se valorizam.

Por ultimo gostaria de parabenizar esse blog, seu artigo foi de muita valia, expressou na cara o sentimento dos bons profissionais, retrando uma parte da CRUEL e DESUMANO mercado de trabalho.
Parabens Braulio.

Rodrigo disse...

Texto excelente e realista!
Encontro este tipo de "personal" direto!
Não consigo entender o pq!!!
É uma pena!
Abraço

marcos disse...

PARABENS!!ESTE TEXTO MOSTRA COM CLAREZA A REALIDADE QUE VIVEMOS,QUAL PERSONAL DE NIVEL QUE NAO TEVE SEU PREÇO COMPARADO COM PROSTITUTOS PERSONAIS?
PARABENS A DUPLA,QUE SAO UM EXEMPLO DE PROFISSIONALISMO...
E UM GRANDE ABS

marcos disse...

PARABENS!!ESTE TEXTO MOSTRA COM CLAREZA A REALIDADE QUE VIVEMOS,QUAL PERSONAL DE NIVEL QUE NAO TEVE SEU PREÇO COMPARADO COM PROSTITUTOS PERSONAIS?
PARABENS A DUPLA,QUE SAO UM EXEMPLO DE PROFISSIONALISMO...
E UM GRANDE ABS
JORDÃO

claudinei alvarenga disse...

Brau meu camarada, muito bom o texto, no entanto darei meu parecer. Quanto a questão de valores isso eu acho relativo,no caso de minha cidade que tem apenas 12mil habitantes,e a renda percapita é baixa, e o maior imposto da cidade provem de uma usina de alcool e açucar,o preço dum personal tem que ser moldado a realidade da cidade. No entanto eu vejo algo mais grave ainda, pois aqui onde moro qualquer um já ta se intitulando personal, a esses pseudos profissional ao qual eu chamo de enganotrainer, ainda consegue enganar as pessoas, ousera que são as pessoas que se deixam enganar? (o que eu acho mais provavel)pois é um absurdo o que rola aqui, um dos enganotrainer, precisou de ir em um nutricionista, para que conseguisse perder peso, e perdeu, é visivel que o patricionista dele passou uma dieta de bolacha de agua e sal, pois o cara perdeu massa magra, o aspecto desse ser vivente tá de dar dó, sem contar a postura do cidadão. Diante disso eu pergunto, condenamos o pseudo profissional? ou o contratante?a impressão que dá é que ninguem questiona nada, a parada é falta de cultura mesmo.afinal tostines vende mais por estar sempre fresquinho, ou ta sempre fresquinho porque vende mais? rsrsr

Braulio Colmanetti disse...

Concordo com vc Camila! se N pessos se unem os profissionais que prestam serviço de personal trainer necessitaria de um sindicato ao qual protejeria de seus direitos e tb resguardaria o publico consumidor deste profissional de tal ser competente para tal prestação de serviço!

EDINHO ALBINO PERSONAL TRAINER / CREF: 3641-G/PE disse...

Cara. Parabéns pela sua coragem e destreza. Concordo plenamente com você. Por mim maus profissionais nem teriam lugar no mercado mas como profissionais, temos também clientes medíocres que não podem ser atendidos por nós que devemos fazer parte apenas dos "privilegiados".
Realmente, PERSONAL TRAINER não é pra todo mundo. Esses putos não tem coragem de investir R$ 1,00 em cursos. Que dirá em dedicação.

Po favor. Passa no meu blog e comenta. Bom ou ruim vai me ajudar muito!
Abraço e Parabéns!

http://edinhoalbinopersonal.blogspot.com/

Cris disse...

Muito bom texto, é a realidade. Infelizmente aqui na minha cidade foi constatado uma promoção em um site de venda de R$ 130,00 por 3x na semana... isso é ridículo!!!
Excelente texto mesmo.
Abraços

ewerton disse...

Disse tudo! Aqui na minha cidade sempre defendo a nossa valorização em mini-cursos e no meu curso de pós graduação. Só que meus "companheiros" de profissão não pensam da mesma forma.
Acho que o problema é de caráter e na faculdade também. Galerinha no primeiro período de curso já se diz "PERSONAL TRAINER". Então começa o problema, pois são eles que começam a cobrar barato. Barato esse pra quem não tem nada(nem experiência)parece muita coisa. Aqui eu chamo essa classe de "acompanhantes" porque eles apenas pegam a ficha que o avaliador da academia fez e ficam do lado do aluno colocando peso e limpando colchonete. Muito preocupante!

Japonês disse...

Brilhante texto, mas existem alguns comentários infelizes, principalmente dos que se dizem "formados" e "prejudicados" pelos culturistas que dão aulas de musculação. Não conheço nenhum atleta que não se da o devido valor, mas sim uns "professores" de educação física que nunca treinaram na vida e que se acham os donos da cocada preta, são esses sem noção que fodem a profissão!!!

Gustavo Togni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CAÇADOR disse...

Belo texto, infelizmente isso é a realidade, pois existem "profissionais" que saem das faculdades com diplomas nas mãos e sequer abriram um livro durante todo o curso, quem dirá se leram 1 artigo inteiro...para fazer uma comparação, será que uma prostituta aceita sair por 11 reais????

personal trainner disse...

Caro colega de trabalho seu texto e muito bom, você tem toda a razão e estou difulgando ele e seu blog pois entendo que quanto mais pessoas souber e vamos poder reverter essa situação.
parabéns pelas palavras
abraço
Rodolfo Ramos

Daniel Souza disse...

Concordo com todo o texto e acho que pra ficar perfeito tem que incluir o que a Raquel Soares comentou. Antes de entrar na Educação Fisica eu entrei em outros 3 cursos. Na Educação Física os alunos parecem que não saíram do 2º grau e os professores entram na onda. Os alunos não levam nada muito a sério e vivem chorando pra adiar provas e trabalhos, e o conteúdo dos trabalhos é bem raso, tipo colégio mesmo. Os professores encerram o semestre antes de vários cursos da Universidade, aprovam alguns alunos que tão a perigo, raros professores são exigentes e quase nenhum professor fala que a situação do mercado de trabalho está péssima. Os outros cursos que frequentei não eram assim, eram encarados como ensino superior de verdade. Acho que boa parte da culpa é a folga dada pelos professores.

Marco Angelo disse...

Não vejo nada de errado, realmente os preços baixos são culpa nossa, principlamente de quem "forma" os alunos. Se o serviço prestado corresponde ao que vemos em salas de aula, acho que está até alto demais. Depois vem outros fatores como enmpresas que contratam estagiários, fingindo que são professores, prestam um seviço péssimo e apresentam posturas inadequadas. A tendência é ficar pior, pois a formação está cada vez pior. Ou alguém discorda?
Nosso curso parece em muitas das vezes mais comico que o zorra total. A sociedade vivem sem o preofessor de educação física, mas não vive sem um médico, por isso temos que mostrar o nosso valor no mercado a cada segundo. Mas com profissionais 3x10 e 4x8, duvido que melhore alguma coisa.

Pessoal Fitness disse...

Bom vamos lá um personal em brasília cobra a Hora/aula R$ 120,00 reais...

se eu quiser treinar 5 dias na SEMANA sairia por R$ 600,00 a semana...

e se eu fizer um pacote MENSAL sairia por R$ 2.400,00 reais por mês rsrsrs

é justo isso????? ah e nem vem com esse papo de que personal foi feito pra quem tem grana rsrsr conversinha rsrsrs pra boi, vaca e a fazenda inteira dormi rsrsrs....

Já que o artigo mencionou os médicos... Vamos lá... no caso dos médicos ouvia a mesma ladainha que médico particular era pra quem tinha dinheiro, pois bem foi por isso que criou-se o plano de saúde para que mais pessoas tivesse acesso aos médicos a um preço justo.... paga-se um plano de saúde bom mensal R$ 220,00 reais e vc tem direito a atendimento com médicos não precisando pagar pela consulta e nem por isso houve desvalorização profissional dos médicos pelo contrário tem mais procura e mais oferta de trabalho para os mesmos...

TALVES a área de Ed. Física entenda isso um dia que é mais fácil tornar acessível a prestação de serviço de educação física para todos para aumentar a oferta e assim todos ganham do que tentar limitar isso como se fosse um SERVIÇOS PARA POUCOS

Braulio Colmanetti disse...

Enfim cada um cobra o que vale o teu trabalho! E médico bom não Médico bom a maioria não atende em plano de saúde, personal é pra quem pode e não pra quem quer! E TALVEZ um dia você entenda a língua portuguesa e escreva corretamente quando aprender isso até levo em consideração o seu comentário! Enfim personal mal pago é igual ao médico de plano de saúde, sem perspectivas e sem atualização! Cada um contrata o personal que pode, porém teu corpo é como um carro “tunado” se quer modificar tem que investir, eu seleciono meus clientes porque não quero trabalhar para um cara que me paga e não tem condição de tomar uma whey protein para melhorar teus resultados ou se quer fazer check up de exames médicos pra saber como anda sua saúde, Miséria trás miséria! Por vários anos fiz isso e vi que quanto menos cultura e poder para investir menor os resultados.. Quero trabalhar pra quem busca resultado não sou psicólogo e nem tipo de personal que fica escutando ladainha de aluno!!

PROF. BIRO disse...

Caro Kleber, entendo sua preocupação e corroboro com parte de sua publicação e penso ser louvável o que te indigna, porém gostaria de fazer uma defesa em nome das Prostitutas que penso que foi a forma de ganhar a vida que levam vendendo seus serviços através do sexo e os moradores de kitnetes que não moram em alphavilles.
por ser prostitutas ou morar em kitnetes não os tornam menos dignos do que os personal que cobram hora treino mais que R$ 50,00 nem tão pouco do médicos moradores de alphavilles.
entendo sua preocupação com a valorização da profissão e sou defensor dessa causa porém só temos que ter o cuidado nas comparações.
grande abraço e não desista da luta por melhorias na nossa categoria. vou fazendo minha parte por mais que a gente sente que rema contra a maré mas não pode desistir.

Heverton Rocha Alba disse...

Meu Caro Colega, concordo com muitas coisas que você colocou, porém, algumas foram precipitadas. Como você mesmo sabe existem prostitutas que cobram R$ 10,00 e existem as acompanhantes que cobram R$ 500,00 o programa.
...
Tudo isso depende da oferta, procura e "qualidade" de seus serviços.
...
Mercado é mercado, e se você e outros estão preocupados em fechar o mercado para poderem cobrar mais, é porque ainda não tem condições, know How e status suficiente para cobrar o preço que vocês acham justo e conseguirem alunos que paguem este preço.
...
Muito infeliz a sua comparação de preço entre uma sessão de personal e uma consulta médica. Pincipalmente porque normalmente as consultas são esporádicas e os treinamentos são quase que diários. Outra coisa: Olhe para o nosso curso! Veja como os universitários levam a faculdade! Olha o perfil o pessoal! Te garanto pois sou professor universitário que mais de 80% não compra NENHUM livro durante o curso. Não meu caro, infelizmente o "cursante" de Educação Física não tem em sua maioria o perfil de estudar, buscar e aprender.
...
Mercado é mercado meu amigo, ou me contrarie se estou errado: Você não fica feliz quando abre alguma concorrente de oferta de serviços em sua cidade que quebra o monopólio e os preços caem muito? Todos gostamos! E você acha que os prestadores de serviço gostam? Nenhum pouco!
...
Vejo uma saída para todos os Personais: Estudem, invistam em formação, sejam diferenciados. Aí sim você poderá cobrar o preço que acha justo, e não se importarão nenhum pouco se a ou b estão fazendo programa por dez reais!

Cida disse...

Aparecida Nunes
Eu tive um problema de joelhos e de hernia de disco e contatei, na academia onde faço musculaçao, um personal trainer, ele cobrava 30,00 reais a aula, 3 vezes por semana...o problema é que quando comecei as aulas, o personal nao se preocupava com a minha respiraçao, nao se preocupava com os tipos de exercicio e quantidade de pesos que eu poderia fazer e usar e eu inves de melhorar piorei, por que na verdade ele so tava preocupado em me deixar em "forma"; e isso eu vejo muito na academia com muitos personais que tem la...o problema é esse, meu amigo, a grande maioria esta preocupada em ganhar o dinheiro e nao com o bem estar do cliente, o que significa que ele è um pessimo profissional e nao pode reclamar de ganhar pouco, de morar em quitinete, de nao ter carrao, etc etc...e o pior è que eles nao estao preocupados em se reciclarem, em estudar e mostrar que realmete sao profissionais como medicos e outros! o que è uma pena!

Kleber.personal disse...

O texto é um retrato do que acontece em todo o Brasil , infelizmente não existe uma regulamentação p/ a prática , desta forma o que mais vemos nos clubes e academias são pessoas despreparadas que se intitulam "PERSONAL" e o que mais fazem e ser babá de alunos na musculação , carregando garrafinha , toalinha , sentando o aluno no aparelho e dizendo "Faz dez vezes" ; Personal Trainer é bem mais que isso e só quem não dá valor a sí mesmo se presta a este serviço ou contrata um "profissional" assim.

renato santos disse...

Esse texto reflete diretamente a realidade da nossa profissão....fico profundamente triste, q a classe é desunida isso não é novidade, temos que cobrar nossos direitos para poder exercer nossos deveres, aculpa entendo é do sistema CONFEF-CREF que não esta nem ai com a classe, provisionado já deveria ter sido extinto faz tempo.Tem muita gente ministrando aula por aí sem formação nenhuma...FICA AQUI UM ALERTA CONTRA ESSES FARSANTES..
RENATO SANTOS - SOROCABA-SP

renato santos disse...

Esse texto reflete diretamente a realidade da nossa profissão....fico profundamente triste, q a classe é desunida isso não é novidade, temos que cobrar nossos direitos para poder exercer nossos deveres, aculpa entendo é do sistema CONFEF-CREF que não esta nem ai com a classe, provisionado já deveria ter sido extinto faz tempo.Tem muita gente ministrando aula por aí sem formação nenhuma...FICA AQUI UM ALERTA CONTRA ESSES FARSANTES..
RENATO SANTOS - SOROCABA-SP

Heverton Rocha Alba disse...

Meu colega Renato Santos, a inversão dos valores é a principal causa de perda da cidadania. Primeiro nós temos que cumprir com nossos deveres, aí sim, podemos exigir nossos direitos.

Professor Daniel disse...

Primeiro lugar parabéns, pela iniciativa este assunto é de suma importância, e desprezado por muitos.
Acabei de ler todos os relatos opiniões e vejo que muitos disseram uma forma ou um inicio para uma melhora deste assunto.Onde não podemos apenas falar as partes ruins ou mus profissionais,e sim mostrar uma forma de ajudar a sanar estas falhas apresentadas por alguns amigos de profissão.Onde envolve após o término do curso um estudo aprofundado de cinesiologia, anatomia,correção postural RPG, e outros,um personal que s julgue capaz e qualificado,tem que no mínimo saber o que vai trabalhar em seu aluno, depois de realizar uma avaliação e de saber quem é o aluno, através de um questionário,ou (coach). Em termos de organização não tem comparação com outros conselhos regionais,pois não se trabalha o tanto que cobra, e como foi citado multam apenas os que são credenciados.(cref).No mais é capacitando e realizando cursos em nossa área e porque não interdisciplinariedade com outras áreas correspondente á saúde e bem estar como Pilates,funcional muito usado em treinamentos esportivos, e a partir daí poderemos nos valorizar perante o aluno, mas para isso temos que mostrar que somos merecedores de tal. Abraço á todos.

blah disse...

A classe médica goza do prestígio que tem por prestar um serviço essencial. Não importa em que classe social você se enquadre, fatalmente você precisará desse profissional um dia. O custo pra se formar um médico é muito maior do que o custo pra se formar um profissional da educação física. As vagas nos cursos de medicina são as mais disputadas nos vestibulares e as notas de corte para esse curso é uma das mais elevadas. O curso de educação física é mais acessível, as notas de corte não são tão altas, o curso é mais barato. Além de se levar menos tempo para a formação de um profissional de educação física. O serviço prestados pelos personal trainers é, quando não estamos falando daqueles que trabalham com idosos ou pessoas em reabilitação, um serviço não essencial. Frequentemente os alunos estão preocupados apenas com a estética. A comparação com os médicos é descabida e pretensiosa. O fato de termos profissionais cobrando preços muito baixos para prestar serviços de personal só pode incomodar a quem quer uma justificativa para cobrar um preço mais alto. O nome disso é livre concorrência. É a maneira que profissionais recém egressos das universidades encontram para concorrer com os demais. Como diferencial para quem quer cobrar mais pelo serviço que presta, deve ser oferecida a qualidade. Porém, se ninguém concordar em pagar o preço elevado que você venha a pedir, provavelmente seu serviço ainda não o valha. É de baixo que se começa, seja em que carreira for. Se você quer ser tão bem sucedido quanto os médicos, seja um médico. Se você quer ser um personal trainer bem sucedido, compare-se com personal trainers bem sucedidos.

2-D disse...

Cara vc falou tudo.. a parte em que vc fala de doutor, tenho amigos que cursam medicina e me falaram como no artigo acima, que não existe o "doutor"... E fora que os "doutores" muitas vezes acabam menospresando a classe, mas baixa, não falando que ocorram com os Educadores tbm, mas é um fator real, e que acontece diariamente. QUem nunca marcou uma consulta as 14 e foi atendido as 16 ¢¬¬, mas isso so vai mudar qdo colocarmos a mao na conciencia como vc's fizeram. adorei o artigo.

ESCOLA IDA YOLANDA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Denise Carceroni disse...

Excelente texto! Já discuti o assunto inúmeras vezes e por diversos pontos de vista nos meus blogs.

No final é uma questão de mercado, sim. Lei da oferta e da procura. E como disse um colega logo acima, tem academia de R$ 500,00 e de R$ 50,00 e é assim que funciona.

O que me deixa realmente irritada não são os baixos valores cobrados, são as pessoas reclamando que ganham pouco. Ganham pouco porque querem e se querem assim não deviam reclamar.

Abraços

Denise Carceroni

Josife disse...

Bom texto, e acalora a discussão de recursos financeiros que estagiários, estudantes e profissionais de todas as áreas profissionais passam, em sua grande maioria, quando saem da faculdade. Todo mundo quer ganhar R$ 5.000,00/mês no primeiro emprego, mas alguém aqui começou assim???? Ninguém quer limpar latrina, mas estes merecem ganhar mais que qulquer profissional, porque eles limpam a SUJEIRA da população... A princípio, ninguém quer começar a trabalhar por R$ 5,00/hora (certo???)... mas este é o salário do professor de Educação Física em Escola Pública (em geral)... Agora, em escolas particulares chega a R$ 15,00/h/a, levando em consideração que uma hora aula possui o período real de 50 minutos (leva-se ainda em consideração que nos primeiros 10 minutos a turma está dispersa, os próximos 30 minutos são de atividades efetivas e os últimos 10 minutos para descanso). E o PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA TRABALHA, muitas vezes, em mais de uma escola, ampliando seu grau de responsabilidade (e é claro, seu SALÁRIO, mas não é tanto assim). Leva-se em consideração ainda que o Professor de Educação Física (nas escolas) é responsável pelo desenvolvimento saudável de aproximadamente 300 crianças/jovens por ano... Quem MERECE ganhar mais???... A qualificação profissional ela é mais que necessária em todas as profissões...Há profissionais qualificados (não somente com diploma) que efetivamente se preocupam com a saúde e o bem estar dos envolvidos e há os profissionais que simplesmente querem melhorar a forma física de seu cliente, sem levar em consideração uma AVALIAÇÃO MÉDICA... E o profissional LOBORATORISTA, que é responsável pela identificação de problemas de saúde examinando FEZES e URINA e ESCARRO e "otras cosítas más", não merecem ganhar mais??? Profissional de Educação Física NÃO É MÉDICO... Não estudou para isso... saber que remédio dar, aplicar, se é necessário uma cirurgia ou somente tratamento (isso é lidar com as VIDAS das pessoas e a RESPONSABILIDADE MÉDICA é infinitamente...) O profissional de Educação Física estuda, em sua grande maioria das vezes para AUXILIAR no processo de RECUPERAÇÃO FISIOTERÁPICA (cujos procedimentos seguem exatamente o prescrito pelo MÉDICO)... O profissional de Educação Física sabe (decor e salteado qual é a função de cada um dos ossos e músculos, quais são os exercícios para estimular este ou aquele músculo, o que fazer em caso de lesões, ou seja, conhece o corpo humano, e isso merece SIM reconhecimento)...

Josife disse...

Mas o médico da SAMU (Serviço de Ambulâncias de Emergência nas grandes cidades) não merecem ganhar mais??? E a responsabilidade deles não é só com a vida de quem está precisando de ajuda, muitas vezes o trabalho deles é A VIDA do outrem...Agora, NÃO HÁ COMO comparar o serviço do Profissional de Educação Física à um profissional de área médica... A melhor comparação de faixa de valores que deve ser feita é com relação a um PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (de preferência, com relação a faixa salarial dos professores que ensinaram ao Profissional)... Eu acredito que ganhar mais que MESTRES e/ou DOUTORES...Hmmm, difícil heim... Agora, há de se concordar que TODOS OS PROFISSIONAIS, em TODAS AS ÁREAS PROFISSINAIS precisam ganhar o suficiente e um pouco mais para cumprir com todas as suas obrigações financeiras (saúde, vestuário, alimentaçõ, estudos, aluguel, água, luz, impostos, locomoção e quem sabe algum lazer), agora, ficar rico como PROFESSOR PARTICULAR (por que esta é a melhor concepção para Personal Trainner - me desculpem, na minha humilde opiniao, sem desmerecer a ninguém), ao contrário, valorizando, porque o professor particular estima por seu cliente e TEM ORGULHO quando seu aluno melhora seu rendimento... Sim, é somente um PRESTADOR DE SERVIÇOS... E quem é MÚSICO, não merece ganhar tanto ou mais que um profissional de educação física??? Sim, os valores pagos aos profissionais de TODAS as ÁREAS profissionais são "DE MERCADO"... Quer ganhar mais, invista em sua PROFISSIONALIZAÇÃO e SEU RECONHECIMENTO por seu trabalho... Agora, nem mesmo abrindo academia vai ficar rico da noite para o dia... Academia exige RESPONSABILIDADE sobre VIDA DE MUITAS PESSOAS, além de muitos IMPOSTOS...O profissional de Educação Física pode ganhar mais se treinar profissionais de outras áreas esportivas como esgrima, natação, atletismo, vôlei, futebol, handbol, golf e outros esportes... A princípio, qualquer grande esportista possui uma GRANDE EQUIPE MULTIDISCIPLINAR que é, muitas vezes, LIDERADA por PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA...Trabalho e reconhecimento não faltam...
Eu os vejo lá, mas vocês os veem??? Ganhar dinheiro não é da noite para o dia... lutar é... ganhar dinheiro não é abrir um negócio, mas estar lá às 5h da manhã e sair às 20h é... ganhar dinheiro não é atendender classe média alta para cima... é ganhar sorrisos, é ter prazer pelo seu trabalho, é AMAR sua profissão a tal ponto que tu não receberia nada (financeiramente falndo) pelo simples prazer de reconhecer no outro o esforço e dedicação de alguém com Down vencer uma corrida de 100m rasos (por uma cesta básica por mes que é o que ele pode pagar pelo teu serviço, mas ele tem um objetivo, e não é ganhar dinheiro... O objetivo dele é simplesmente participar)...
Qual é mesmo o PAPEL DO PROSSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA???Ah, perdeu-se...

Marcos Paullo disse...

Excelente texto. Acho que alguns personais trainers deveriam abri um sindicato, com filiação e tudo mais cobrando uma taxa por mês e fazendo com que haja um valor fixo entre horas aulas para todos. E tambem exigindo que outros personais passassem a se qualificar ainda mais para poder exercer a profissão. Em muito interior de grandes estados existe pessoas não formados atuando como personais trainers isso é um indignação para nois que somos formados ou que estão se graduando.

Stifler disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stifler disse...

Bom o texto. Infelizmente existe uma coisa chamada lei de mercado. Medicos faltam no mercado, pessoas formadas em educação fisica nem tanto. Se falta profissional no mercado, obviamente seu preço irá subir, mas se tiver sobrando, alguem vai tentar não deixar que o profissional concorrente conquiste o cliente. Há 3 anos atrás engenheiros civis não conseguiam nem emprego, hoje são os mais bem remunerados. Concordo que alguns profissionais devem ser bem remunerados, mas por conquistas proprias, não por cartel (concordancia de preço geral). Você quer que um recem formado ganhe 5000 reais por mes? Cobrando 50 reais a hora, faça as contas, só trabalhar 100 horas. Numa carga horaria padrão de 220 seria o salario de 11 mil reais. Quantas pessoas você conhece que ganham isto após formadas?

Stifler disse...

Na questão de medico, vamos para o principio que passar na federal não é facil e nas particulares preço media é de 2000 reais. Enquanto educação fisica com preço medio de 600 a 800 reais, não é tão rigido e não leva 6 anos para se formar. Isto, obviamente entra no custo, tempo e valor investido. É fato que é possivel estudar e trabalhar enquanto cursa educação fisica, o mesmo não se aplica a medicina.

Professor Daniel disse...

Tem certos assuntos que na minha simples opinião nem deveria ser comparado,mas o bom de debate é isso opiniões diversas.
Bem tenho aluno de 45 reais e de 20 reais,meu trabalho é executado com todo profissionalismo e dou o máximo de incentivo e atenção para ambos,e por incrível que pareça o de 20 reais é o que mais se esforça.

Abraços..

maquiadora Rosenara disse...

Olá,
meu nome é Rosenara, sou esteticista e a minha categoria profissional passa por esse mesmo abismo, só não caio porque me imponho o meu propósito para quem realmente quer ver , quem não quer a porta como todos dizem, é a serventia da casa show o texto,detalhe sou cidadã com direitos e deveres como todos, ser do povo é termo que políticos usam para pedir voto!

Danilo disse...

Bem bacana o tema abordado, realmente preocupa o nível de profissional que os faculdades despejam no mercado ano a ano...

Temos que nos atentar também que o profissional que cobra 11 reais pra dar uma aula de personal não ganha mais do que 6 reais por hora em uma academia, sendo que em muios casos nem registro tem, dessa maneira esses 11 reais pra atender apenas 1 aluno acaba compensando muito mais do que os 6 reais para atender 40 alunos em uma sala de musculação.

Não defendo de maneira nenhuma esse tipo de profissional mas quero levantar mais uma questão...

Braulio se você fosse registrado em uma academia trabalhando 8 horas por dia 5 x na semana ganhando 5 mil reais por mês vc estaria tão preocupado assim em cobrar 50 reais de um aluno personal????

o problema não está na hora aula do personal... o problema é que nossa profissão é uma vergonha , pagamos o Cref e não temos nem piso salarial!

o Educador não passa respeito pra sociedade temos que mudar a visão geral que a sociedade tem do profissional... lembrando que vendemos o caminho pra uma vida saudável... os médicos tratam de pessoas já doentes!

Vamos ir um pouco mais fundo nesse buraco gente!

o problema hora aula de um personal é apenas a ponta do Iceberg!!!!

Abraçosss

RODRIGO COBRA disse...

Concordo com você em tudo, chega a ser cansativo falarmos sobre isso , quem vive diariamente da profissão sabe que é dureza aturar esse bando de incompetentes ridicularizando nossa profissão.
Na minha opinião somos os "MESTRES SUPREMOS" da saúde e mais ninguém. Não é o médico , não é o fisioterapeuta, muito menos o nutricionista. Mas o que eles tem ? Postura ... Nem todos mas a maioria.. Não tem mais nada , só pompa .. Não sabem de nada sobre saúde. É só enrolação... Mas o povo gosta de ser enrolado. Gosta de sentar na sala de espera do consultório onde a consulta era as 09hs e esperar até as 11hs para ser atendido rsrsrssr hahahahah vai entende esse tipo de imbecil... Agora marca com teu cliente as 9 e aparece a 11. Kkk
Na minha opinião o mundo é feito de 90 % de profissionais retardados. E o mundo é cada um por si.
A verdade é que existe treinador bom e "personal" personal pra mim é marca de "papel higiênico" e muitos "personais" tem a mesma função... Servem para os clientes chorões e pão duros , limparem a bunda, e os fisioterapeutas , médicos e nutricionistas, ficarem rindo. E a educação física com o seu papel de coadjuvante da saúde . Kkkkk triste.
Uma das soluções era fazer como o direito. Prova de admissão como a da oab.. Sabe quanta gente formada em direito ta empacotando em supermercado ... Muitas graças a deus.
Bota uma prova e depois um teste de aptidão física como antigamente ihihihih aiaiaia ia ser lindo ver aquele "personais" que não gostam de suar deitados no chão fazendo abdominais canivete ao estilo militar, reclamando ,, chorando hahahaha ai ai aia como eu queria ver ..
Por enquanto gente como nós pode apenas sussurrar pelos cantos , porque somos a enorme minoria ... E podemos ser queimados na fogueira pela "inquisição dos personais xexelentos" .
o melhor a fazer é rezar agora . rezem comigo amigos. GLADIADORES DA SAÚDE. rezem comigo.

ORAÇÃO DOTREINADOR DO APOCALIPSE
senhor obrigado pela minha força de vontade.
obrigado pela paciência para aturar mais um dia com esse bando de retardados que dividem minha profissão .
obrigado por minha inteligência e capacidade de ver a frente do presente .
obrigado por ser um privilegiado , e poder ensinar meus filhos a não serem como a maioria .
peço a ti senhor que acelere o fim do mundo , para que eu possa me destacar , e sobreviver .
peço a ti senhor a oportunidade de chutar nas ruas os corpos sem vida dos "personais"
peço senhor que acelere o fim do mundo . pois tenho certeza que nós sobreviveremos e herdaremos uma terra sem esse bando de incompetentes improdutivos
amém.
somos anjos e temos assentos reservados no céu.
ah se ninguém quiser assumir a presidência do pais após o apocalipse , porque que vai estar tudo uma bagunça. ok deixa que eu assumo .. e meu primeiro ato como presidente será montar uma sala de musculação no pátio do palácio do planalto.... para que possamos dedicar 1h por dia para nosso treino .. hahahaha . depois pintaremos raias de natação no fundo daquele laguinho inútil.
e transformar aquele chafariz em uma piscina de hidroginástica aquecida para as velhinhas se exercitarem e agradar os doutores da hidro.
a até lá chorem pois o mundo é dos fracotes , e não vai mudar .. nem sonha .. só vai piorar. pois esses ridículos se formam aos montes como praga e o sistema foi feito pra isso .É COMO UM VIRUS QUE TRAVA TUDO . TEM QUE DESLIGAR E REINICIAR hahahah to feliz ...
desculpem os erros de digitação , mas é a emoção .
RDC , 35 ANOS
PARAQUEDISTA DO EXÉRCITO POR 1995 / 2002
TREINADOR PROFISSIONAL DESDE 1998
PROPRIETÁRIO DE ACADEMIA .
CANDIDADO A PRESIDENTE PÓS APOCALIPSE
ENTUSIASTA DO FIM DO MUNDO AMANHÃ

Alan Szczepanski disse...

Olá boa iniciativa mas veja o outro lado da moeda. Médicos cobram o mesmo preço mas o serviço de um e outro é bem diferente, vc como cliente nunca sabe se vai ser enganado ou não. Já na atividade física o cliente sabe que preço indica a qualidade do serviço, não tem enganação. O personal que cobra barato sabe que o serviço dele não é de qualidade e cada cliente paga o que pode e tem o serviço referente. Acho que podemos comprar o personal como um restaurante e não como uma loja de luxo. Todos tem direito a comer em restaurante quem quer comer bem paga 50 e tem o mais simples de 20. Agora pode ter certeza que o cliente que pode pagar 50 não vai comer no de 20 pq é mais barato. E o mesmo caso do treinamento, o profissional que cobra 50 não perde cliente para quem cobra 20. Agora otário do profissional que presta serviço de 50 e cobra 20. O serviço prestado tem que ser de acordo com o valor pago. Tenho certeza que este que cobra 20 fica do lado da esteira batendo papo com outros alunos da academia em quanto o cliente treina. Fica aqui a dica, para quem cobra 20 mate o tempo de aquecimento ficando do lado da esteira quem cobra 50 preescreve o aquecimento para quando vc chegar ele já esta pronto para treinar. OBS: Eu vivo muito bem da educação fisica, se vc não o problema pode ser vc e não a profissão.

Unknown disse...

ME CHAMO TONY FRANNK DE MANAUS-AM.
SOU ESTUDANTE DE EDUCAÇÃO FISICA E CONCORDO EM NUMERO, GENERO E GRAU COM OS COMENTÁRIOS EM RELAÇÃO AOS FALSOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FISICA E PERSONAL TREINER OU MELHOR "MANDADOR TREINER", PORQUE O QUE ESSES CARAS FAZEM É ABSURDO, ALEM DE ASSEDIAREM A QUEM ACHAM INTERESSANTE!
ACREDITO QUE O BEM MAIS PRECIOSO QUE EU, VOCÊ E O PROXIMO (CLIENTE), TEMOS É NOSSA SAÚDE, E NÃO VAMOS COLOCÁ-LA EM RISCO, "TEMOS O DEVER E A OBRIGAÇÃO DE DENUNCIAR" SE QUISERMOS SER RESPEITADOS OK !!!

FriendlyFire disse...

Eu acho que o médico trabalha em situações mais críticas onde o próprio cliente esta disposto a pagar mais. Um cliente paga 150,00 em um médico por que ele vai libertá-lo de uma contra-producencia,ou seja, você está gripado não está trabalhando (lê-se perdendo dinheiro) e dessa forma você se torna mais disposto a pagar mais caro.
Eu sou engenheiro e digo o mercado é assim se você faz um serviço que vai gerar uma renda alta ou vai sanar um prejuízo alto você ganha mais!
Agora se a pessoa achar o preço de um personal caro ela simplesmente vai a uma academia, ou faz um esporte, ela tem uma saída.
Agora se você tiver uma parada cardíaca que saída você tem?
Creio que a minha opnião já está dada.

Bruno Cabrera disse...

Olá Brau,

Não sei se ainda repercute essa sua postagem, mas venho aqui dizer que, há 6 anos (desde que me mudei para São Paulo, capital) enxergo e enfrento essas questões mercadológicas com muito maior clareza e em maior escala.

Não conheço todas as capitas (muito menos todas as cidades) do país, mas acredito que possa dizer que São Paulo é praticamente uma amostra do país (no sentido de ter uma população gigantesca, espaço demográfico e desigualdade social, idem). Cada zona de SP é praticamente uma cidade e, obviamente, os custos de vida variam entre elas.

Mas entendo e CONCORDO plenamente com seus argumentos. Ainda que os custos de vida variem e "o mercado imponha" algumas leis, VALORIZAÇÃO é VALORIZAÇÃO!!!!

Essa é uma causa que muito já me indignou, mas hoje me motiva (mesmo)!!! Confesso que sua publicação (lida em 2011) foi uma das forças motrizes para tentativa de solucionar (ou mesmo amenizar) tal problema..

Já julguei (erroneamente) o sistema CREF/CONFEF (o que também não quer dizer que hoje seja defensor, os ame e acredite que eles fazem seu máximo por nós), mas aprendi com professores mais experientes (e MUITO bem sucedidos - não vou citar nomes para não deixar meu comentário (ainda mais) INSUPORTÁVEL de ler, por sua extensão) que um Conselho não "briga" pela remuneração salarial, quem o faz é o Sindicato.

Tendo em minha mente um pré-conceito (não me orgulho disso) de que os sindicatos são iniciativas pseudo nobres que visam lucro com as mensalidades (que de úteis passam a obrigatórias, rapidinho), imaginei que criar um Sindicato para "comprar essa briga" não seria a melhor solução (não pra mim, mas para NOSSA CLASSE) e, após anos lapidando ideias e projetos, chegamos à solução (que NÃO É DEFINITIVA, mas apenas UM 1o PASSO):

Junto com mais um profissional (guerreiro) da Educação Física e um ("gênio" - no meu conceito) da Tecnologia da Informação, dedicamos NOSSAS VIDAS (e, consequentemente, de nossas famílias), comprometemos nossos orçamentos pessoais (e familiares) e lançamos a Ordem dos Personal Trainers do Brasil.

Que tem a finalidade de UNIR (GRATUITAMENTE) os profissionais INTERESSADOS, gerar debates, definir metas, prioridades e finalmente, "comprar a briga" que ainda não foi comprada!!!

Enquanto isso, ofereceremos ferramentas que OS MEMBROS julgarem necessárias para CAPACITAR, PROFISSIONALIZAR, DIVULGAR e VALORIZAR os personal trainers e o personal training no Brasil!

Estamos em fase de validação do projeto e em pleno crescimento! Já contamos com a colaboração de professores (DOUTORES e PÓS DOUTORES) da Universidade de Campinas (UNICAMP), personal trainers de todo o Brasil e o apoio de grandes marcas do esporte e do fitness.

Nossa causa é a causa de TODOS OS PROFISSIONAIS, ou seja, ESSA ORDEM É NOSSA!

De personal trainer para personal trainer, pela VALORIZAÇÃO DE TODOS!

Kleber Caramello já é membro e ficaríamos honrados com seu apoio (potencial intelectual)!

Grande abraço,

Bruno Cabrera

Marcos Vieira disse...

Isso mesmo! Concordo plenamente com o professor Bráulio e eu não cobro menos do que 60,00 a aula, mesmo com o choro do aluno (que tem posse e quer economizar naquilo que será uma das bases (o exercício físico e outra é a alimentação saudável) para a sua saúde e bemestar e comparece às aulas com um tênis de mais de 1.000,00 e um celular de 2.000,00. O valor do personal para estes não importa muito. è lamentável vermos muitos profissionais se desvalorizando, cobrando valores ridículos e dando péssimas aulas. Você vai se preocupar e dar o melhor treinamento para o seu aluno, recebendo dele míseros 30,00 ou 40,00 reais. Aquele que estiver nessa situação, e que estiver lendo esta postagem, mude a sua atitude e valorize-se e respeite os trabalhos de seus colegas
Marcos Vieira
03/02/2014

Marcos Antonio disse...

a banalização do personal ja se tornou um fato homems e mulheres entram em uma faculdade para se forma em educação fisica com que intuito,trabalha em uma academia,trabalhar em uma escola nada disso hoje o que vemos e jovens fazendo educação fisica pq e uma porta aberta para a prostituição na integra hoje o valor de um garoto e garota de programa vale muinto mais que uma consulta medica e se esse garoto e garota tiver um diploma de educação fisica fica mais valorizados pq pasam a ser acompanhantes vejo em minha cidade muintos jovens recem formados que não sabem quase nada da fisiologia humana mas entendem munto bem de todas as formas de prazer conheço saites de faculdade de educação fisica onde tem ate tabela de preços desses jovens,coisidentimente ouve uma migração dos grupos homosesuais nessa area onde a 25 anos atras era estritamente formados por professores heteros dai acabamos por banalizar hoje eu so dou aula a pessoas que realmente precisam de um personal pessoas com patologia se queremos moralizar e preciso primeiro fazer o diferencial ninguem que trabalha com idosos deficientes pessoas com doenças dejenerativas e isso que faz a diferença compromisso com a sociedade não importa raça ,cor,idade essa e a função de um personal prof,marcos cref 917-se