O GRANDÃO SE FERROU.... Overeem é suspenso do MMA por 9 meses

 

  O lutador peso-pesado Alistair Overeem, ex-campeão do Strikeforce e K-1, era cotado para enfrentar o campeão Junior Cigano dos Santos no dia 26 de maio, porém, foi constatado em um teste surpresa realizado pela Comissão Atlética do Estado de Nevada, o nível de testosterona 14 vezes maior do que o normal, o que fez com que fosse impedido de lutar no UFC 146.

 O corte do atleta ao evento foi feito antes do julgamento oficial, realizado ontem, por conta do prazo curto segundo Dana White, que o substituiu por Frank Mir para disputar o cinturão dos pesos-pesados.

Ontem, Alistair foi a julgamento representado também por seus advogados e defendido por seu médico Hector Molina, não conseguiu convencer as autoridades responsáveis por seu julgamento em estender o prazo para novos argumentos de defesa. Com argumentos vagos e confusões realizadas pelo médico durante a descrição do medicamento receitado, virou motivo de chacota pela mídia especializada no Twitter.

Hector Molina segundo os advogados receitou o coquetel com testosterona afim de aliviar a dor de uma lesão que o lutador tinha na costela, sem avisá-lo antecipadamente.

Overeem só pode pedir um novo exame após nove meses, mas tudo leva a crer que só voltará aos octógonos daqui a um ano, e com uma grande responsabilidade nas costas, provar que não depende de substâncias para encarar os top lutadores da categoria.

 

 

 

Nenhum comentário: