Campeão do TUF americano, Diego Brandão cai diante de Darren Elkins

Brasileiro faz excelente primeiro round, mas leva 'virada' do americano e perde na decisão dos jurados: todos deram o placar de 29 a 28 para Elkins.

 

 

O brasileiro Diego Brandão prometeu e cumpriu: foi para cima de Darren Elkins logo no início da última luta do card preliminar do UFC 146, neste sábado, em Las Vegas. Mas, após vencer facilmente o primeiro round, o peso-pena certamente não contava com uma reação impressionante do americano Darren Elkins, que venceu por decisão unânime dos jurados.
Campeão da 14ª temporada do The Ultimate Fighter americano, Brandão, de 24 anos, sofreu a oitava derrota na carreira, contra 14 vitórias. Já Darren Elkins, quatro anos mais velho, chegou ao 14º triunfo, o terceiro consecutivo - com duas derrotas no cartel.
- Vou tentar mudar minha cabeça. Ele me venceu no jogo mental. Preciso estar mais focado lá fora, então eu vou trabalhar nisso. Primeiramente eu quero dizer obrigado aos meus fãs no Brasil e aqui nos EUA. Foi uma lição para eu aprender. Vou ver o vídeo e aprender com meus erros, mas quero parabenizar o Darrell, que é um grande lutador. O que eles mais fazem é o wrestling, e não me surpreendeu. Mas eu não vou baixar a cabeça, vou pegar a chave de fenda que eu esqueci em casa e trazer para a próxima luta - disse o brasileiro, que emocionou-se ao lembrar do seu aniversário, neste domingo.


 

No início do combate, o brasileiro acertou um bom soco e, quando o duelo foi para o chão, conseguiu ficar por cima. O americano tentou a kimura em uma bobeada de Diego, mas não encaixou o golpe. Após se desvencilhar, o manauara acertou uma linda joelhada voadora no peito do oponente, que sentiu e tentou "amarrar" no chão. Diego não caiu na dele e ficou de pé. Elkins chamou o rival para o jiu-jítsu, mas "ganhou" em troca um diretaço voador no rosto. Por cima, o brasileiro castigou o adversário até o fim do round.
Brandão parecia ter diminuído o ritmo no segundo assalto até encaixar uma joelhada no rosto de Elkins. Logo depois, acertou uma cotovelada que balançou o adversário. O brasileiro teve um momento ruim ao tentar dar um chute frontal e escorregar. O americano se aproveitou da situação e ficou por cima. Ele equilibrou a luta e dominou Diego, acertando vários bons socos no rosto. Mas o brasileiro resistiu até o fim do assalto.
Aparentemente com um round para cada lado até então, Elkins conseguiu uma queda no início do terceiro. O brasileiro não encontrava uma maneira de inverter a posição e levava socos e cotoveladas do americano. Elkins tentou uma guilhotina, mas não conseguiu encaixar o golpe. No fim, Brandão se levantou inesperadamente e acertou uma bela esquerda e outra pancada de direita, ficando por cima. Mas não deu tempo para muito mais do que isso: o americano conquistou a vitória de forma unânime na opinião dos jurados (todos deram o placar de 29 a 28 para ele).
- Fiquei mais confiante quando vi que poderia trocar com ele. Senti que ele foi gastando o gás, e meu plano era deixá-lo atacar no primeiro round e retardar a luta no segundo e no terceiro. Estou feliz por estar subindo na divisão e agora que tenho três vitórias e nenhuma derrota tenho certeza de que vão me dar uma próxima luta em que possa dar um passo adiante - declarou Darren Elkins.

Nenhum comentário: