Dan Hardy interrompe série de quatro derrotas e nocauteia Duane Ludwig

Em duelo de veteranos, britânico se recupera de insucessos consecutivos e volta a vencer. Americano, por sua vez, soma sua segunda derrota seguida.

 

 

O meio-médio britânico Dan Hardy, um dos lutadores mais carismáticos do UFC, recuperou-se de uma sequência de quatro derrotas seguidas, contra Georges St. Pierre, Carlos Condit, Anthony Johnson e Chris Lytle, ao vencer, neste sábado, o americano Duane Ludwig por nocaute aos 3m51s do primeiro assalto do UFC 146, em Las Vegas. Agora com 24 vitórias, dez derrotas e uma luta sem resultado, Hardy provavelmente ganhou uma sobrevida na organização, que costuma ser impiedosa com atletas que acumulam derrotas sucessivas. Já Ludwig somou sua segunda derrota seguida, já que vinha de um insucesso diante de Josh Neer.
A luta começou com os dois lutadores se estudando e buscando ajustar a distância. Ludwig partiu para o ataque com uma joelhada, pressionando Hardy contra a grade em seguida. O britânico suportou um duro castigo do americano, com joelhadas e socos curtos, até que, com um direto de esquerda, derrubou o rival. O golpe foi tão bem dado que Hardy chegou a comemorar a queda de Ludwig. Ao perceber que o rival ainda não estava nocauteado, o britânico acertou mais dois socos antes que o árbitro Josh Rosenthal encerrasse a luta, decretando sua vitória por nocaute técnico.

- É muito bom voltar. O legal sobre essa luta é que sempre fui fã de Duane Ludwig, e foi difícil lutar com ele, que acho um grande lutador. Você sabe quando dá um golpe que entra com tudo. Me mudei para Las Vegas, treinando com Frank Mir, futuro campeão dos pesos-pesados, e estou muito feliz - disse o vencedor, logo após a luta.

Após a luta, o presidente do UFC, Dana White, criticou o árbitro Josh Rosenthal por ter demorado, na sua opinião, a interromper o combate, e parabenizou Dan Hardy pela vitória.

- Três cotoveladas foram dadas muito tarde. Odeio isso. Bem vindo de volta Dan Hardy - disse o dirigente através do seu Twitter

Nenhum comentário: