Diante do presidente russo, Fedor vence Rizzo e dá adeus ao MMA

Ex-campeão do Pride nocauteia lutador brasileiro em 1m23s e
depois, em entrevista coletiva, anuncia a aposentadoria.

 


 



 


Fedor Emelianenko precisou de apenas 1m23s para vencer Pedro Rizzo por nocaute nesta quinta-feira, em São Petersburgo. Ambos foram a atração principal do evento da M-1 Global, que teve personalidades russas na plateia, como o presidente Vladimir Putin e o ex-campeão mundial de boxe Nikolai Valuev. Entretanto, a notícia mais importante da noite ficou para a entrevista coletiva após o combate. O ex-campeão peso-pesado do Pride, considerado o melhor da categoria em todos os tempos, anunciou sua aposentadoria.
- Eu acho que chegou a hora. Estou me aposentando do MMA. Ainda tenho o Campeonato Mundial de sambô. Minha família é a razão de eu não lutar novamente. Minhas filhas estão crescendo sem seu pai, então é o momento certo para sair. Não há nenhuma oferta "fantástica" que poderia tentar me tirar da aposentadoria - disse Fedor, que ainda ressaltou não estar "obcecado" por uma revanche contra Fabricio Werdum (primeiro lutador a derrotá-lo).
Fedor começou a luta caminhando para frente, já para encerrar o combate logo no início. Pedro Rizzo tentou manter a distância, mas não conseguiu deixar o russo longe por muito tempo. O ex-campeão aproveitou que o brasileiro se aproximou das cordas para encurralá-lo e acertar um cruzado de direita. Rizzo acusou o golpe e caiu. Fedor aplicou mais golpes no ground and pound até conseguir o nocaute.


 
No Brasil, o mundo do MMA também se mobilizou para assistir à luta. Thiago Tavares, Patricio Pitbulll, Renée Forte e outros lutadores se juntaram no lobby do Ouro Minas, hotel que concentra os participantes do UFC 147, para assistir ao combate.
 
Carreira de sucesso
Fedor Emelianenko, atualmente com 35 anos, é considerado por boa parte da mídia especializada e dos fãs o maior peso-pesado da história do MMA e também rivaliza com Anderson Silva sobre qual é o melhor entre todos os pesos. O russo fez, ao todo, 39 combates no MMA, com 34 vitórias, quatro derrotas e um "no contest" (luta sem resultado).
No currículo, títulos no Pride e no Rings e muitas vitórias sobre lutadores que já foram campeões no UFC, como Rodrigo Minotauro (duas vezes), Mark Coleman (duas vezes), Tim Sylvia, Andrei Arlovski e Kevin Randleman. Também bateu outros grandes nomes das artes marciais, como Mirko Crocop, Mark Hunt, Semmy Schilt e Ricardo Arona.
Aos fãs de MMA, entretanto, faltou a Fedor Emelianenko uma passagem pelo UFC. Desde que o grupo que gerencia o Ultimate comprou o Pride, ele e seus empresários jamais chegaram a um acordo para lutar no atual maior evento de MMA do mundo.

Dois novos campeões
O evento desta quinta-feira também teve duas disputas de cinturão do M-1 Global. E os dois campeões que lutaram na noite foram desbancados de seus postos. No peso-leve, Musa Khamanaev encaixou uma chave de calcanhar em Daniel Weichel e venceu por finalização no primeiro round. Já no peso-pesado, Kenny Garner levou a melhor sobre Guram Gugenishvili e foi decretado vencedor por nocaute técnico após três rounds.

Confira os resultados:
Peso-pesado:Fedor Emelianenko venceu Pedro Rizzo por nocaute no round 1
Peso-pesado: Kenny Garner venceu Guram Gugenishvili por nocaute técnico no round 3
Peso-leve: Musa Khamanaev venceu Daniel Weichel por finalização no round 1
Peso-pesado: Jeff Monson venceu Denis Komkin por finalização no round 1
Peso-leve: Marat Gafurov venceu Mairbek Taisumov por decisão dividida dos jurados
Peso-leve: Mikhail Malyutin venceu Renat Gasanov por nocaute técnico no round 1
Peso-médio: Ramazan Emeev venceu Alberta Duraeva por nocaute técnico no round 1
Peso-meio-médio: Vugar Bakhshiev venceu Jerome Bouisson por finalização no round 1
Peso-galo: Pavel Vitruk venceu Radoslaw Piechnik por decisão dos jurados
Peso-médio: Akhmed Sultanov venceu Denis Goltsov por finalização no round 1
Peso-médio: Abdulmazhid Magomedov venceu Davreka Isakova por nocaute técnico no round 1

Nenhum comentário: