Equipe de Shogun vê possibilidade de luta com Phill Davis ou Ryan Bader

Após lesão de Thiago Silva, o ex-campeão dos meio-pesados segue sem rival para duelo no UFC 149, dia 21 de julho, em Calgary, no Canadá.

 

A lesão sofrida por Thiago Silva, na semana passada, deixou Maurício Shogun sem adversário definido para sua próxima luta pelo UFC. Os brasileiros se enfrentariam no UFC 149, dia 21 de julho, no Canadá. Diante da série de lesões sofridas por atletas da categoria meio-pesado, o empresário do ex-campeão, Julio Heller, e sua equipe trabalham com a possibilidade do Ultimate alterar cards de outros eventos para casar o próximo rival de Shogun.
- O nome do Rashad Evans foi conversado, mas ele está contundido. O Minotouro a mesma coisa. O sueco Gustafsson era um outro nome, mas parece que quebrou a mão e só volta em outubro. Para a gente, no momento, só ficaria Phill Davis, que vai lutar com o brasileiro Wagner Caldeirão em agosto, e o Ryan Bader, que pega o Lyoto no mesmo evento. Mas ainda acho que essas lutas podem ser mexidas. O UFC 149 é pay-per-view, o do dia 4 de agosto é na TV aberta americana. Mas isso é apenas o que está passando pela nossa cabeça. Estamos aguardando ainda o UFC  - disse Julio Heller.



 

O brasileiro Glover Teixeira, que estreou no Ultimate na semana passada finalizando Kyle Kingsbury no UFC 146, foi um dos nomes cogitados pela organização para substituir Thiago Silva. Segundo o próprio presidente Dana White, a oferta não agradou a equipe de Shogun. O empresário, no entanto, nega que tenha recebido a proposta, mas ressalta que a intenção, de fato, é pegar lutadores que já estão entre os melhores da categoria.
- Nosso projeto é o cinturão. Por isso, a ideia é lutar com rivais que estão entre os tops da categoria - completou Heller.
Inicialmente, Maurício Shogun enfrentaria novamente Rampage Jackson. No entanto, em março, o americano teve de operar os dois joelhos e abandonou o combate.

Nenhum comentário: