Finalista do TUF, Cezar Mutante tem apoio dos amigos de Belo Horizonte

Lutador mora na capital mineira e enfrenta, na grande decisão, Serginho Moraes, substituto de Daniel Sarafian, que sentiu uma lesão no bíceps.

 

 

O caminho para se tornar um atleta de ponta não é nada fácil. São horas e mais horas de treinamentos diários e de convívio com a dor. Mas também existem as recompensas para tanto esforço. Prova disso é quando um atleta recebe o apoio dos torcedores, principalmente ao longo das competições. Como os próprios atletas gostam de dizer, o apoio da torcida é uma injeção de ânimo, que os motiva ainda mais para conquistar as vitórias. E é exatamente essa experiência que terá Cezar Mutante, em Belo Horizonte, no dia 23 de junho, no UFC 147, no Mineirinho.
O lutador conquistou a última vaga para a final dos pesos médios do TUF Brasil e medirá forças com Serginho Moraes. Na semifinal, derrotou Thiago Bodão. Mesmo sem ter nascido em Minas Gerais, Cezar Mutante, nas palavras dos amigos, já se considera um mineiro. Ele, que é natural do estado São Paulo, já vive em Belo Horizonte há um bom tempo e tem esposa e filha na capital mineira.
 
Pupilo de Belfort

Mutante é considerado o pupilo de Vitor Belfort. Os dois se conheceram quando o “mestre” também morava em Belo Horizonte. Depois que Vitor reconheceu o talento de Cezar, passaram a treinar juntos. Mas Belfort se mudou e trocou BH por Las Vegas, nos Estados Unidos. Enquanto isso, o pupilo seguiu com os treinamentos na capital mineira. O mestre Eduardo Lopes, que treinou Mutante por três anos, se lembrou de quando Cezar Mutante chegou à academia. No início, Mutante fazia apenas preparação física, mas, depois, também passou a treinar MMA, assim como os demais membros da academia Full House.


  Ele chegou mais ou menos dois anos atrás. Nos focamos em MMA e desenvolvemos um trabalho bem interessante, bem legal, de condicionamento físico, de preparação física. Em um primeiro momento, Cezar fez preparação física. Depois, começou a treinar MMA. Ele se preparou aqui até os dias que antecederam a ida dele para o reality show. Foi nítida a evolução. Ele melhorou muito. 
O mestre Eduardo Lopes acredita que a garra que Cezar Mutante sempre teve, associada ao bom boxe e ao jiu-jítsu, pode fazer a diferença na luta contra Serginho Moraes, que será o substituto de Daniel Sarafian, que teve uma lesão no bíceps e não poderá mais disputar a final do TUF Brasil.
- Cezar é um fenômeno, é um excelente atleta, um excelente lutador. Ele tem o que todo atleta precisa, que é garra. Ele sempre disse que ia lutar no UFC. Essa certeza, às vezes, nos impressionava. Mas é uma certeza necessária. Sem ela, o atleta não consegue chegar aonde deseja. Sobre a questão tática, a questão técnica, ele é um muito bom. Tem um boxe muito bom, é um cara que surpreende muito com a mão esquerda. É um lutador completo e, com certeza, vai levar esse TUF.
O fato de Cezar Mutante ser um atleta focado não impressiona somente ao mestre Eduardo Lopes. Cleiton “Predador” Silva, também lutador de MMA e que participou do treinamento de Cezar, também destacou a concentração do amigo.
- O que deu para perceber, pelo tempo que treinei com ele, é que é um cara muito focado, muito concentrado, que tem um boxe muito forte. E ele também chuta bem. Se eu fosse lutar com ele, ficaria preocupado com isso. Ele também tem uma queda muito dura. Quando põe no chão, não deixa levantar, estabiliza a posição e bate. Se vacilar, ele pega e finaliza.
Cleiton “Predador” reconheceu a qualidade do adversário, mas não tem dúvidas quanto a quem será o campeão da categoria no TUF Brasil.
- É um cara muito duro, mas o Mutante sobressai. O apelido não é à toa, quando a galera o chama de Mutante não é à toa. Com certeza, o Mutante vai ser o campeão do TUF.
Eduardo Lopes reconheceu que lutar em Belo Horizonte será muito especial para Cezar Mutante.
- Com certeza, vai ser muito especial pra ele. Já tem um tempo que ele mora aqui, já tem até um sotaquezinho de mineiro. A família dele é toda daqui, ele é casado, tem uma filha. Ele fez toda a preparação aqui em Belo Horizonte.


Nenhum comentário: