Jon Jones se declara culpado e faz acordo com a Justiça de Nova York

Lutador, que foi detido pela polícia por dirigir embriagado e bater seu carro na madrugada, lutará no UFC 151, em setembro, contra Dan Henderson.

 

 

O campeão dos meio-pesados, Jon Jones, compareceu ao Tribunal de Justiça de Nova York nesta terça-feira, para uma audiência sobre a sua detenção no dia 19 de maio, por dirigir embriagado e envolver-se em um acidente automobilístico. O lutador declarou-se culpado da acusação, mas fez um acordo com a promotoria do estado americano. Segundo o site "MMA Junkie", a pena de Jones, pelo acordo aceito pelos seus advogados, é uma multa de mil dólares (cerca de R$ 2 mil) e liberdade condicional por um ano, além da suspensão de sua licença para dirigir e avaliação sobre uso e dependência de álcool.
Caso não fizesse o acordo, o campeão do UFC poderia ser condenado, além do pagamento de multa, a até um ano de prisão. O lutador terá de se reapresentar à corte no dia 19 de junho.
Após defender seu cinturão contra Rashad Evans no UFC 145, Jon Jones enfrentará Dan Henderson em nova defesa de título no UFC 151, em setembro, na ciddade de Las Vegas.

 

 

Nenhum comentário: