Onda de lesões: Dana White se preocupa e pede 'freio' nos treinos

Fisioterapeuta brasileira explica que o excesso de treinamento e o fator psicológico são decisivos para problemas físicos antes de lutas.

 

 

Fora de seu combate no UFC 149, o campeão dos pesos-pena José Aldo é o mais novo atleta a figurar em uma vasta lista de lutadores do UFC que acabaram se lesionando durante seus treinamentos e provocaram mudanças importantes no cards da organização. Alguns dos casos mais recentes e notáveis contam com os nomes de Michael Bisping (joelho), Vitor Belfort (mão), Thiago Alves (músculo peitoral), Dominick Cruz (ligamento cruzado anterior do joelho), Jon Fitch (joelho), Yoshihiro Akiyama, Gabriel Napão, Evan Dunham, Mark Hunt (perna), Matt Riddle e Brian Stann (ombro).
A fase da ''bruxa solta'' tem dado muito trabalho, sobretudo, ao presidente do Ultimate, Dana White. Em entrevista recente à imprensa americana, o chefão já lamentou a onda de lesões que tem modificado eventos programados com meses de antecedência. Para White, os atletas têm se forçado muito em seus treinamentos e, agora, precisam diminuir o ritmo.
- Já estou insensível a isso agora. No ano passado, quando essas coisas começaram a acontecer, foi devastador. Agora já sei que é parte do negócio. Estava conversando com Joe Silva (matchmaker do UFC) sobre isso. Você tem tantos caras talentosos por aí no mesmo campo de treino, indo para lá como se estivesse lutando pelo título. Esses caras precisam abaixar um pouco o tom nos treinos e parar de machucar uns aos outros - disse White, ao canal Fuel TV, neste fim de semana.

 

No Brasil, a fisioterapeuta Angela Côrtes, que trabalha com nomes de peso como Anderson Silva e Rodrigo Minotauro, apontou o excesso de treinamento como o grande vilão dos atletas com luta marcada. Além disso, ela lembrou que os atletas costumam exigir muito do corpo nas vésperas do combate.
- Um das questões mais importantes nisso tudo é o excesso de treinamento. Os lutadores nunca sabem quando parar. Mesmo ajudando a encontrar o controle, eles têm dificuldade por conta da própria determinação. Isso para mim vem em primeiro lugar. Em segundo, pelo que observo, o fato de eles exigirem muito do corpo. Tem como prevenir com um bom trabalho de base - explicou Angela, ao SPORTV.COM
Angela  também classificou o fator psicológico como importante durante um campo de treinamento. Ela ressaltou que conforme a data do combate vai chegando é preciso equilibrar o físico e o emocional do atleta.

Nenhum comentário: