Shogun revela ser contra cotovelada e pede a volta do pisão no MMA

Ex-campeão dos meio-médios do UFC diz também querer protagonizar o próximo TUF no Brasil com o antigo rival Lyoto Machida.

 

 

Maurício Shogun esteve em Belo Horizonte para uma sessão de perguntas e respostas com os fãs mineiros do UFC. Fiel ao seu estilo, o lutador paranaense evitou as polêmicas, mas não ficou em cima do muro quando lhe perguntaram sobre ser a favor ou contra as cotoveladas de cima para baixo, com o adversário caído.
- Sou contra a cotovelada com o rival caído, de cima para baixo. E acho que tinha que liberar o pisão e o tiro de meta, porque machucam muito menos que a cotovelada. O que aconteceu com o Pezão foi uma fatalidade, e acho que em breve vão tirar a cotovelada, porque não acho justo.
Shogun também se mostrou favorável a ser técnico da próxima edição do TUF Brasil, ao lado de Lyoto Machida, para que os dois possam, no evento final, fazer a terceira luta entre os dois.
- Espero que eu e Lyoto sejamos os próximos técnicos do TUF. Há rumores, mas nada está confirmado. Torço para que sejamos nós dois.

O paranaense, que foi muito aplaudido pelos fãs, lembrou que já lutou contra Alistair Overeem, e deu dicas para Cigano sobre como vencer o holandês.
- Já lutei contra o Overeem duas vezes, e sempre puxei pelo gás dele, que não é bom. Tem que cansar o Overeem, e depois deitar e rolar em cima dele.
Perguntado sobre como foi a luta contra Dan Henderson, tida como uma das melhores da história do UFC, Shogun brincou com os fãs.
- Lutão contra o Henderson, só foi pra quem está lá assistindo, porque quem está lá em cima levando porrada é duro.
Por fim, o ex-campeão dos meio-pesados do UFC foi solicitado a dar seus palpites para a final do TUF Brasil, e ficou em cima do muro sobre a luta entre Rony Jason e Godofredo Pepey
- Nos médios, vou torcer pro Serginho, que treina conosco em Curitiba e é um lutador excepcional no chão. No pena, a luta é boa e muito dura. Prefiro não palpitar.





 

Nenhum comentário: