Tá Danado e Bernardo Trekko podem ser cortados do Ultimate

Derrotados no começo de junho, brasileiros devem dar adeus ao UFC 

 

                                             Carlos Eduardo Tá Danado (à esquerda) não
                                                                  passou por Pierce

 

Dois brasileiros podem estar se despedindo do Ultimate. De acordo com site ''Legião MMA'', Carlos Eduardo ''Tá Danado'' e Bernardo Trekko não fazem mais parte do quadro de lutadores da maior organização de MMA do mundo.
Os dois lutadores foram derrotados no início de junho, no UFC: Johnson X McCall, na Flórida. Tá Danado caiu diante de Mike Pierce por decisão dividida dos jurados. Bernardo, por sua vez, perdeu para Henry Martinez, também por decisão dividida.
O meio-médio Carlos Eduardo Tá Danado fez sua estreia no UFC vencendo o americano Kris McCray. Em seguida, acabou derrotado por Jake Ellemberguer. Já o peso-leve Bernardo tem duas lutas e duas derrotas pela organização. Além de Martinez, ele também perdeu para Tim Means, em fevereiro.




Bernardo Trekko perde segunda consecutiva no UFC, para Martinez.

Brasileiro cresce durante combate morno e faz bom terceiro round, mas americano mostra um pouco mais em luta pelo card preliminar em Sunrise.
O peso-leve brasileiro Bernardo "Trekko" Magalhães perdeu pela segunda luta consecutiva no Ultimate nesta sexta-feira, ao sofrer derrota por decisão dividida (30-27, 29-28 e 28-29) para o americano Henry Martinez, pupilo de Greg Jackson, mesmo treinador do campeão dos pesos-meio-pesados, Jon Jones. O combate foi válido pelo card preliminar do UFC: Johnson x McCall.
Radicado na Austrália, Bernardo Trekko não esqueceu suas raízes brasileiras e entrou ao som de pagode. Já Henry Martinez, americano, entrou com um som já familiar ao público do Brasil: o kuduro que atualmente é trilha sonora de abertura da novela "Avenida Brasil", da TV Globo. Dentro do octógono, porém, a luta não agradou à torcida nacional, tanto pelo resultado quanto pela qualidade.

 

            Henry Martinez (esq.) acerta o golpe de encontro em Bernardo 'Trekko' Magalhães

 

Trekko tentou uma queda logo no início do primeiro round, mas Martinez defendeu bem. O americano tomou o centro do octógono e teve sucesso no boxe, conectando golpes retos no rosto do brasileiro. O carioca, especialista em jiu-jítsu, tentava acertar chutes baixos e teve um bom momento quando puxou o adversário para a guarda e agarrou sua perna, tentando uma chave de calcanhar. Martinez, no entanto, escapou e manteve a vantagem no round até o final.
No segundo round, Trekko começou melhor, trabalhando bem os chutes baixos e saindo para a esquerda quando o adversário vinha trocar golpes na meia distância. O americano mostrou mais uma vez boa defesa de queda no meio do assalto. A luta ficou equilibrada, mas sem empolgar. Ambos os lutadores se defendiam muito e não encontravam bem a distância para aplicar seus golpes.
Em necessidade de fazer algo mais no terceiro round, Trekko acertou uma joelhada no queixo no início do último round, mas sem muita força. O carioca soltou mais chutes altos, sem sucesso, enquanto Martinez seguia apostando no boxe. Magalhães acertou alguns jabs e tentou mais uma catada de perna, bem defendida pelo americano. O brasileiro novamente tentou uma entrada sem sucesso no minuto final, mas terminou com alguns bons chutes. Não foi suficiente, porém, para inverter o resultado e evitar a vitória de Henry Martinez.
No octógono, o locutor oficial Bruce Buffer anunciou vitória por decisão unânime de Martinez, mas o Twitter oficial do UFC corrigiu mais tarde. Um dos juízes laterais deu vantagem a Trekko em dois dos três rounds e pontuou 29 a 28 para o brasileiro. Os outros dois jurados, entretanto, apontaram 30 a 27 e 29 a 28 para o americano, que venceu, portanto, por decisão dividida.

 

Nenhum comentário: