Torcedores chegam cedo para garantir os melhores lugares no Mineirinho

Grupos de fãs chegam até oito horas antes do evento ao ginásio que recebe o UFC 147, em Belo Horizonte, e dizem que não se arrependem.

 

Para alguns, a paixão pelo MMA é mais forte que o cansaço físico. Chegando até oito horas antes da abertura dos portões, grupos de torcedores garantiam seus lugares no Mineirinho, para acompanhar o UFC 147 neste sábado. Alguns deles, inclusive, mostravam experiência em chegar antes dos demais. Como o grupo liderado pelos cariocas por Erika Heredia e Marcelo Silveira. Nas três últimas edições do UFC no Brasil, eles sempre foram os primeiros a chegar.
- Esse é o nosso terceiro UFC. Fomos aos dois no Rio de Janeiro, e agora estamos aqui. Sempre somos os primeiros da fila, e sempre seremos - disse Erika, que comprou entradas para um dos setores nobres do evento. Curiosamente, no UFC Rio 2, Erika usava inscrições de Vitor Belfort nos braços. Desta vez, ela estava com o nome de Wanderlei Silva, justificando a "virada de casaca" por conta do "Cachorro Louco" enfrentar um americano, e por isso, merecer a sua torcida.




Acompanhados de mais cinco amigos de São Paulo, os dois garantem que estarão no evento de outubro, no Rio de Janeiro. Claro, na frente dos demais.
- Chegamos meio-dia, e chegaríamos até mais cedo se precisasse. Gostamos de ser os primeiros da fila - disse Marcelo.
Outro grupo conseguiu chegar ainda antes. O casal Leandro e Camila comprou ingressos para a arquibanvada, e chegou nada menos que 10h da manhã deste sábado - oito horas antes da abertura dos portões. Namorados há cinco anos, os dois compraram seus ingressos no primeiro dia de vendas - 24 de maio - e garantiram o primeiro lugar na fila do setor.
- Eu comecei a gostar de MMA por causa dele, mas agora sou fã mesmo, não acompanho apenas - disse Camila, que garantiu que o casal vai torcer por Serginho e Rony Jason.
Perguntado por que não torceria pelo mineiro Cezar Mutante, Leandro disse não simpatizar com o lutador.
- Ele é mineiro, mas não gosto dele. Acho muito metidão. Serginho é mais simples.




Outro grupo que se destacou foi o do casal de noivos Rafael Abreu e Daniela Pezzuol. E por uma razão especial: ele a pediu em noivado no UFC Rio 2.
- E ele me garantiu que vai me pedir em casamento em um evento em Las Vegas. Se ele patrocinar e fizer isso, aceito na hora.
Menos românticos, os torcedores mineiros liderados pelo estudante Frederico, de 20 anos, veio para o UFC 147 com um objetivo: torcer para o cearense Rony Jason na final do TUF Brasil. Com máscaras do personagem que inspira o lutador, Fred e seus amigos garantiram que farão uma torcida especial para o lutador, e também para Wanderlei Silva.




Sou fã do Wanderlei desde os tempos do Pride, e vou torcer para ele dar um show aqui em Minas - disse o torcedor, que mora em Ipatinga, e estava acompanhado de alguns amigos de Colatina, cidade próxima à capital mineira.
Para contrabalançar a torcida cearense, o grupo formado pelos estudantes Pedro, Bruno, Thiago, Mateus, Ariel e Rhuan garantiu que quer a vitória de Godofredo Pepey contra Rony Jason.
- O Jason é radicado fora, só nasceu no Ceará. O Pepey treina em Fortaleza, perto da minha casa. Vou torcer pra ele, que é cearense de verdade - disse Pedro, que embarcou em um voo de Fortaleza às 7h da manhã, e volttará ainda nesta madrugada para a capital cearense.




Nenhum comentário: