Torcida mineira lamenta ausência de Vitor Belfort no UFC 147

Mesmo sem a esperada revanche, fãs de Belo Horizonte prometem fazer festa para mostrar popularidade do MMA em Minas Gerais.

 

 

O card do UFC 147, que acontece neste sábado, em Belo Horizonte, tinha como luta principal a esperada revanche entre os brasileiros Wanderlei Silva e Vitor Belfort. No entanto, uma lesão na mão esquerda do carioca suspendeu o combate e o americano Rich Franklin, ex-campeão dos pesos-médios do Ultimate, foi escalado como substituto. A torcida mineira ainda lamenta a ausência de Vitor no primeiro evento do UFC no estado. Mesmo com pesar, os fãs prometem fazer bonito no ginásio do Mineirinho, mas já pedem novos cards na cidade, com nomes como Anderson Silva, José Aldo e Minotauro.
- Fiquei chateado demais. Queria ver o Belfort e principalmente a revanche. Mas queremos mais eventos em BH em breve. Com cards bons como o do Rio, com Anderson Silva, José Aldo, Minotauro... Parece que tudo que sobra vem para cá - disse Igor Benko, de 27 anos.
Apesar da frustração dos mineiros, a fila em um dos pontos de venda da cidade permaneceu cheia durante quase toda a tarde desta segunda-feira. Mesmo lamentando o fato de o card não conter muitas ''estrelas'', a torcida de Belo Horizonte deve comparecer e fazer uma bonita festa para convencer a organização que, no futuro, podem receber novamente um evento do UFC.
- Temos que prestigiar o evento aqui em Belo Horizonte. Vamos mostrar que também sabemos fazer festa. Mesmo sem o Vitor Belfort - afirmou Daniel Castelani, de 26 anos.
Aos 35 anos, Allin Bernardes acompanha o UFC desde quando Vitor Belfort foi campeão pela primeira vez, em 1997. Ao lado de sua esposa, Tais, ele veio de Uberlândia para aproveitar a oportunidade de ver um torneio do Ultimate ao vivo. Mesmo chateado com a ausência do ídolo, ele também ressaltou que é preciso apoiar o evento em Minas Gerais.
- Eu acompanho o UFC desde que o Belfort foi campeão com 19 anos. Fiquei muito frustrado de não poder ver ele lutar. Mas o que importa é a oportunidade de ver um UFC aqui e temos que apoiar - disse o mineiro.



 
Mesmo com o discurso de apoio, Allin também criticou o card da cidade e, com bom humor, afirmou que um dos principais atrativos do UFC 147 estará dentro do octógono, mas não lutando.
- Do jeito que está acho que a grande atração vai ser o Bruce Buffer (locutor do UFC) - completou.
Vitor Mutt, de 19 anos, cogitou vender seu ingresso após a saída de Belfort, mas a vontade de acompanhar de perto o primeiro Ultimate mineiro falou mais alto. Agora, ele espera ser surpreendido por boas lutas e aproveitou para convocar a torcida local.
Comprei o ingresso antes do Vitor se machucar, até pensei em vender, mas já tinha comprado e era minha primeira oportunidade de ver um UFC ao vivo e espero que seja ótimo. A torcida tem que vir para mostrar que BH quer receber mais eventos.
O UFC 147 acontece neste sábado, no Mineirinho, em Belo Horizonte. A luta principal será o duelo entre o peso-médio Wanderlei Silva e o americano Rich Franklin, ex-campeão da categoria. O peso-pesado gaúcho Fabrício Werdum enfrenta Mike Russow no co-evento principal da noite. Pela final do reality show "The Ultimate Fighter Brasil - Em busca de campeões", Cezar Mutante e Sergio Moraes duelam pelos pesos-médios, enquanto Rony Jason encara Godofredo Pepey pelos penas.



Nenhum comentário: