Anderson Silva foi ‘obrigado’ por Dana White a participar de teleconferência polêmica

No dia 24 de abril, Dana White veio com Chael Sonnen ao Brasil e afirmou ter que convencer, em uma conversa franca, Anderson Silva aceitar o combate contra Sonnen fora do Brasil e comentou um pouco sobre o assunto, fazendo algumas revelações em entrevista ao site MMA Junkie.
“Quando fizemos a conferência de imprensa no Brasil, Silva ainda não tinha concordado em lutar contra ele”, disse White. “Essa luta não estava acontecendo. Eu tinha que levar Anderson para o lugar onde a conferência de imprensa foi, e nós nos sentamos em uma sala por três horas para convencê-lo a lutar.
Sobre a questão da incerteza sobre a realização do combate, que havia sido prometido para o UFC 147. Dana White afirmou que Sonnen sabia que a luta não estava confirmada e as coisas se acertaram às vésperas da coletiva no Copacabana Palace.
“Ele sabia que não havia luta. (O que Chael disse) era verdadeiro, absolutamente verdadeiro. Fomos até lá para fazer essa luta. Montamos uma conferência de imprensa, e eu tive que fazê-lo.”
O chefão do UFC ainda contestou e revelou a dificuldade de convencer Anderson a realizar o combate no UFC 148 com Chael Sonnen e novamente confirmou que esse fora o motivo para o atraso de uma hora sobre seu início, fator inédito no UFC.
“Ele acha que Chael é um desrespeitoso e não merece um title-shot. Assim que antecedeu a conferência de imprensa, foi adiada uma hora, porque eu estava lutando com ele no meu quarto.”
Dana contou ainda que Anderson está chateado com a organização do UFC e não queria participar da teleconferência da última semana, por isso se mostrou tão irritado e ‘soltou os cachorros’ para cima de Chael Sonnen.
“Ele está chateado com nós sobre isso. Ele é realmente louco”, disse White. “E isso é parte da razão que ele surtou na chamada, porque ele não ia chegar na chamada. Caren de Bell descobriu que ele não ia estar no telefone no Brasil, e então eu liguei para ele e disse: ‘É melhor você estar na chamada”.
Direto e reto, o cartola afirmou que espera ver os lutadores resolvendo suas diferenças no octógono no próximo dia 7.
“Minha filosofia é sempre, se você não gostar dele, enfrente-o no octógono”, disse White. “Você não pode dizer que um cara não merece isso, porque você acha que ele é médiano. Ele definitivamente merece a revanche. Mais do que ninguém. É verdade. Ele é o único cara que chegou perto de derrotá-lo no UFC.”



Nenhum comentário: