Barão controla a timidez para lidar com o assédio e dedica título ao avô

Novo campeão do UFC, potiguar ainda fica sem jeito diante das câmeras: 'É uma coisa nova e tal, mas estou preparado para tratar as pessoas bem'.

 

                         Renan Barão pausa entrevista para posar para foto com crianças


O cinturão interino da divisão dos galos do UFC, conquistado na noite do último sábado, já começou a fazer Renan Barão colher os primeiros louros da fama e do sucesso. O lutador potiguar comprovou o tamanho do feito de ter derrotado o americano Urijah Faber no UFC 149 ao conceder entrevista na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, na tarde desta terça-feira. Em meio às conversas paralelas e sem muita naturalidade com a imprensa, pausas para tirar fotos com os fãs mais variados, de crianças de colo a adultos empolgados com a presença do atleta. A timidez vai desapecer com o tempo, mas ainda é difícil de controlá-la em meio a uma mudança tão grande e rápida como essa, como admitiu o próprio Barão.


                                          Renan Barão tira foto com uma moça na Lagoa


Com certeza (risos). É uma coisa nova e tal, mas estou preparado para tratar as pessoas bem. Graças a Deus eu sempre fui tratado muito, não só agora que sou o campeão, mas quanto a isso estou bem tranquilo - disse ao SPORTV.COM.
Muito ligado às suas origens de Natal, capital do Rio Grande do Norte, o novo campeão vai desembarcar por lá na segunda-feira, onde é esperado com uma grande festa. Ele dedicou a conquista ao avô Antônio, de 92 anos, que foi quem o criou até a adolescência:
Dedico esse título para o meu avô, que me criou com muita dificuldade, sempre confiou em mim e me ajudou. Essa vitória foi para ele com certeza.
Outra pessoa importante na trajetória de Barão foi o amigo e também campeão do UFC José Aldo, companheiro dele de equipe na Nova União e em quem o potiguar diz se espelhar.
- É um amigo meu não de hoje, mas de muitas anos. Ele é um grande atleta, vem de baixo, e graças a Deus chegou onde chegou. É uma superpessoa. E não só ele, também existem outros atletas da Nova União que são muito meus amigos, como o Dudu Dantas, o Marlon Sandro, e toda a galera lá - declarou.
O próximo passo de Renan Barão no UFC está ainda distante de uma definição. O desejo do atleta é desafiar o detentor do cinturão de fato da categoria, Dominick Cruz, mas o americano está lesionado e sem previsão de retorno. Se a demora for muito grande, a organização deve escalar outro lutador para desafiar o brasileiro pelo cinturão interino, possivelmente outra promessa dos galos, o jovem e também americano Michael McDonald.

Nenhum comentário: