Chael Sonnen esquece rivalidade e agradece Spider: 'Foi bom para mim'

Lutador americano também enaltece a sua importância para a carreira de Anderson Silva e afirma que nunca desejou nada de ruim ao brasileiro.

 

Chael Sonnen assumiu nos últimos dois anos o papel de antagonista e grande rival do ídolo brasileiro e campeão dos pesos-médios do UFC, Anderson Silva. Sem papas na língua, o americano disparou, por quase dois anos, inúmeras provocações e alfinetadas ao Spider, sua família e seu país. Depois de ser nocauteado na revanche do último sábado, Sonnen enfim baixou o tom e, de forma surpreendente, mostrou gratidão ao seu arquirrival, que o enfrentou duas vezes.
- Aprecio Anderson Silva e a oportunidade que ele me deu, desde a nossa primeira luta. E por aceitar essa nossa segunda luta, não só com o que passei fora do octógono e vencer outras lutas, mas com o que ele também teve de passar. Esse cara também conseguiu boas vitórias contra Okami e Vitor Belfort e aceitou a luta comigo. Eu fui bom para Anderson, mas Anderson também foi bom para mim - disse Sonnen, ao canal de TV americano ''Fuel''.
Após vencer a luta, Anderson Silva pegou o microfone e convidou o americano, ainda dentro do octógono, para um churrasco familiar. Sobre isso, Chael Sonnen não levou como uma provocação e aprovou a atitude de seu rival. Ele também deixou claro que nunca desejou nada de ruim ao oponente.

 

                                           Sonnen agradeceu Anderson Silva pelas duas lutas


Foi muito legal o que ele disse. No fim das contas, eu nunca desejei uma vida ruim para ele. Eu resolvo meus assuntos com ele no octógono. E cumprimento meu rival quando tudo acaba. Se eu tivesse a oportunidade de competir com ele novamente, pegaria. Mas não deve acontecer. Como eu sempre digo, é bom vencer, mas é importante saber perder - completou o lutador.
Mais uma vez, Sonnen descartou reclamar de uma suposta joelhada ilegal do Spider em seu rosto.
- Eu nunca apelaria. A decisão de um árbitro é a final. Essas são as regras que aceitei antes do evento. A joelhada atingiu o meu rosto, e você não pode acertar alguém com uma joelhada no rosto. Entendo esse argumento. Mas é uma decisão do árbitro, e não há replay. E nem quero que este esporte tenha replays. Não quero ninguém chorando por mim - disse.
Anderson Silva nocauteou Chael Sonnen no segundo round da luta principal do UFC 148 e manteve o cinturão dos peso-médios depois de levar desvantagem no primeiro round no combate.

Nenhum comentário: