Dana se rende a Renan Barão e quer brasileiro defendendo título interino

Presidente do UFC afirma que lutador potiguar parecia uma 'besta' dentro do octógono e espera que ele coloque o cinturão interino dos galos em jogo.

 

 
Renan Barão entrou no octógono em Calgary com dois objetivos: conquistar o cinturão interino dos pesos-galos e mostrar seu potencial, ainda desconhecido por muitos, para todo o mundo. Ao  derrotar Urijah Faber por decisão unânime, no UFC 149, o potiguar não só alcançou as duas metas como deixou o presidente do UFC, Dana White, bem impressionado. Após a luta, o chefão elogiou a atuação do brasileiro diante do experiente Faber.
-- Barão parecia uma besta. Ele dominou um dos melhores caras de todos os tempos dessa categoria de peso no MMA - enalteceu White.
Apesar da preferência da comissão técnica de Renan Barão em preferir esperar pelo campeão Dominick Cruz e só colocar o potiguar para voltar a lutar pela unificação dos títulos, White afirmou que sua intenção é outra. Ele quer ver Renan defendendo o cinturão interino dos galos bem antes do retorno de Cruz, que se recupera de um rompimento no ligamento anterior do joelho esquerdo. Barão deixou claro que vai acatar qualquer decisão do Ultimate.
- Renan não está machucado. Ele vai lutar novamente. Não tem nenhuma lesão, vamos ver o que vai acontecer  - disse Dana White, após o evento de Calgary.
Dana White afirmou que ainda não tem em mente o próximo rival do brasileiro e, para reforçar seu ponto de vista, usou o exemplo do campeão dos meio-médios, Georges St-Pierre, que passou pela mesma cirurgia que Cruz e está sem poder lutar há mais de um ano.
- Olha quanto tempo Georges St-Pierre está fora. Eles tiveram a mesma cirurgia - completou o chefão.

 

Nenhum comentário: