Médica explica doença de Sonnen e diz: 'Não deve ser considerado doping'

Endocrinologista Luciana Spina confirma que hipogonadismo pode causar problemas de saúde e apoia, neste caso, o uso terapêutico da testosterona.

 

Chael Sonnen é alvo de uma grande polêmica por conta do uso de testosterona. O lutador já foi suspenso uma vez por seis meses, após a primeira luta contra Anderson Silva, em 2010, porque seus exames acusaram um nível da substância muito acima do permitido. Desta vez, sob a alegação de que sofre de hipogonadismo, condição em que o organismo não produz testosterona suficiente, ele teve permissão concedida há mais de um mês para fazer uso terapêutico da substância na preparação para o UFC 148. Para se defender, Sonnen afirmou que, se não ingerir testosterona, pode até morrer.  Pelas palavras da endocrinologista Luciana Spina, o americano não estava exagerando e nem está se dopando. Se ele deixar de lado o tratamento, estará mesmo sujeito a ter problemas de saúde, que poderiam acarretar em complicações e, consequentemente, na morte:








O hipogonadismo pode trazer alguns riscos para o indivíduo, como o aumento do risco cardiovascular e a osteoporose (fraqueza nos ossos). Em todos os casos de hipogonadismo está indicada a reposição de testosterona em doses fisiológicas, que irão normalizar a concentração desse hormônio no sangue. Ao meu ver, neste caso, o uso da testosterona não deve ser considerado como anabolizante ou doping - disse a médica.

A falta de testosterona no organismo causa ainda outros problemas, de acordo com Luciana Spina. E a maioria deles gera desconforto e até vergonha por parte dos pacientes, que evitam falar sobre o assunto.
- No hipogonadismo pode haver atrofia testicular e diminuição expressiva da produção de testosterona, que acarreta em infertilidade, diminuição da libido, impotência sexual, falta de disposição física, cansaço, depressão, queda de pêlos corporais, entre outros sintomas - disse.
O médico americano Johnny Benjamin, especialista em ortopedia espinhal, havia afirmado que a doença de Sonnen foi causada pelo uso excessivo de esteroides anabolizantes no passado. Ele acredita que o lutador "viciou" seu organismo em testosterona e, quando parou com o processo, não conseguiu mais produzir a substância na quantidade adequada. Por isso, segundo o médico, Sonnen precisa fazer uso terapêutico de testosterona atualmente. A hipótese é considerada pela endocrinologista Luciana Spina:
- O hipogonadismo primário se caracteriza pela deficiência de produção do hormônio masculino testosterona pelas glândulas testiculares. A deficiência de testosterona pode ser causada de diversas maneiras, como por exemplo a lesão testicular por traumas, e a atrofia testicular causada pelo uso de anabolizantes.

Entenda o caso:

No fim de maio, a Comissão Atlética de Nevada liberou o uso terapêutico de testosterona para Chael Sonnen na preparação para a revanche contra Anderson Silva, no UFC 148, em 7 de julho. Sonnen prestou depoimento e teve aceito o argumento de que sofre de hipogonadismo e concordou em tomar, de forma controlada, duas injeções autoaplicáveis de testosterona por semana para manter os níveis normais da substância.
Também prestou depoimento o Dr. Timothy Trainor, que reconheceu a necessidade do atleta, mas fez ressalvas, aceitas pela Comissão Atlética de Nevada. Assim, de acordo com o diretor executivo da comissão, Keith Kizer, o tratamento seria interrompido vários dias antes da luta para que não houvesse riscos de a performance dele ser alterada - não há informações concretas de quando foi, ou se foi, interrompido de fato. E, na manhã seguinte após enfrentar o brasileiro, Sonnen terá de ser submetido a um exame de sangue para confirmar se os níveis estão normais.
Na época do UFC 117, quando castigou Anderson Silva por quatro rounds e meio, mas acabou finalizado por um triângulo no fim, o americano foi submetido após a luta aos exames de rotina, que acusaram um nível de testosterona muito acima do permitido. Ele foi inicialmente suspenso por um ano pela Comissão Atlética da Califórnia, mas, depois de apelar à Comissão Atlética de Nevada, teve a suspensão reduzida para seis meses. Em sua defesa, Sonnen alegou que sofria de hipogonadismo e, por isso, havia feito uso da substância ilegal.



Nenhum comentário: