Rampage quis romper contrato com o UFC em março, diz Dana White

Escalado para enfrentar Glover Teixeira, no UFC Rio III, em outubro, lutador se reuniu com presidente da organização e pediu pra sair.

 


Escalado para enfrentar Glover Teixeira, no UFC Rio III, Quinton "Rampage" Jackson quase rompeu contrato com o UFC, em março. É o que disse Dana White, presidente do Ultimate, após o UFC 149, no último sábado. O lutador esta na organização desde 2007. A luta contra o brasileiro, no Rio de Janeiro, pode ser a última da carreira do americano.
- Eu e o Rampage tivemos esta conversa e ele me pediu para romper o contrato com o UFC. Sempre cumprimos todos os nossos compromissos com o Quinton, e pedi para que honrasse este - disse Dana White, tendo como resposta um "sim" do lutador.
Rampage detonou o UFC, no começo do ano. Ele afirmou que o Ultimate tirou dele o amor pela luta. Dana White descreveu a relação do lutador com a organização como algo entre o "amor e o ódio".
- Rampage nos ama em um minuto e odeia no próximo. Adora o esporte num momento e tem raiva no seguinte. É a vida dele. Se ele não quiser continuar, não vamos prendê-lo e obrigá-lo a fazer isso.
Rampage, de 34 anos, tem um cartel de 32 vitórias e dez derrotas no MMA. Sua última luta foi em fevereiro, quando foi derrotado por Ryan Bader, no UFC 144.

 

Nenhum comentário: