Sem adversários no UFC, motivação de Anderson Silva é 'fazer história'

Campeão dos pesos-médios afasta rumores de aposentadoria após 15ª vitória seguida no Ultimate e declara amor às artes marciais mistas.

 

Desde 2006, não houve um homem com até 84kg capaz de derrotar Anderson Silva. O brasileiro ampliou seus recordes de vitórias consecutivas (15) e defesas de cinturão (10) no Ultimate com a vitória sobre Chael Sonnen no UFC 148, neste sábado, em Las Vegas. O nocaute no segundo round contra o único homem que havia vencido quatro rounds contra o campeão por todo o período levantou novamente a questão da falta de desafios para Spider e sua potencial aposentadoria, muito especulada no último ano. O lutador do Corinthians, no entanto, segue motivado a buscar mais na organização, graças ao amor de sua vida: as artes marciais.
- Eu amo fazer isso, desde os oito anos de idade. É uma satisfação grande fazer parte deste grupo de atletas e enquanto tiver força e condições físicas e mentais, vou continuar fazendo o que amo - jurou Anderson na coletiva de imprensa pós-evento.



O lugar de Anderson Silva na história do UFC já está mais do que garantido - o presidente Dana White mais uma vez não poupou elogios ao "melhor artista marcial misto de todos os tempos", como ele o descreveu. Na mesma mesa em que atendeu a imprensa após a luta, estava sentado, há poucos metros, Tito Ortiz, cujos números de vendas de pay per view, uma vez recordes da franquia, provavelmente serão superados pelas vendas do UFC 148. Ortiz se aposentou e foi aceito no Hall da Fama do UFC neste sábado. Spider reconheceu a contribuição do peso-meio-pesado americano para o esporte e disse que quer ajudar ainda mais.
- Tenho muita motivação. O fato de estar aqui podendo fazer o que gosto. Todo mundo teve o privilégio de ver o que foi a pesagem. A gente nunca teve isso na história do UFC. E poder estar do lado desses caras que fazem história. Antes de eu pensar em lutar, Tito já estava aqui fazendo história- afirmou.
Dana White disse ser muito cedo para decidir o próximo candidato a desafiar Anderson e elogiou pesos-médios como Hector Lombard, Mark Muñoz e Michael Bisping. Quanto ao sonho da superluta contra o campeão meio-pesado, Jon Jones, o corintiano voltou a mostrar desinteresse. Pressionado sobre quem teria melhores chances de destroná-lo, Spider recorreu a uma de suas populares citações:
- Tem certeza que querem ouvir isso? Meu clone...

 

Nenhum comentário: