Tito Ortiz se aposenta do MMA com revés em 'negra' contra Forrest Griffin

Em mais uma luta equilibrada entre eles, Griffin vence por decisão unânime dos jurados. Resultado é bastante contestado pelo público do UFC 148.

 

                               Forrest Griffin e Tito Ortiz em franca trocação no UFC 148

O equilíbrio das duas lutas anteriores se repetiu na "negra" entre Forrest Griffin e Tito Ortiz, no UFC 148, em Las Vegas. Na primeira, no UFC 59, em abril de 2006, vitória de Ortiz por decisão dividida dos jurados. Na segunda, no UFC 106, em novembro de 2009, vitória de Griffin também por decisão dividida. Na noite deste sábado, o primeiro campeão do The Ultimate Fighter americano conquistou o triunfo por decisão unânime, o que foi bastante contestado pelo público, nesta que foi a última luta já anunciada de Tito Ortiz no MMA.
Ex-campeão dos meio-pesados e recordista de defesas de cinturão na categoria, Ortiz finaliza sua carreira aos 37 anos, com 16 vitórias, 11 derrotas e um empate. Ele perdeu sete dos últimos nove combates. Já Griffin, de 33 anos e também ex-campeão dos meio-pesados, chegou ao seu 19º triunfo no cartel, que conta ainda com sete reveses. Ele vinha de um nocaute sofrido para Mauricio Shogun no UFC 134, no Rio de Janeiro, em agosto de 2011.
- Forrest me acertou com mais socos, mas não me machucaram. Fiquei cansado. Não estou procurando desculpas, fiz uma luta realmente boa. Eu estava 100%. Na minha mente eu estava pronto para lutar. Mas Forrest esteve bem. Acho que que, derrubando-o, ganharia mais pontos, mas eu não estava procurando por pontos, estava querendo nocauteá-lo. Ele ganhou hoje. Parece que ele não terá de se aposentar. Eu já iria me aposentar de qualquer forma. Vim aqui e dei tudo de mim. Nenhum arrependimento - disse Tito após o duelo.
Muito populares nos Estados Unidos, os dois foram muito aplaudidos na caminhada para o octógono. E começaram a luta empolgados. Forrest acertou um chute alto, e Tito depois o colocou para baixo, ficando por cima a aplicando cotoveladas. Griffin se levantou, e houve boa trocação em pé, onde ele se sobressaiu por detalhes e encaixou mais golpes, enquanto Tito era mais conservador e aguardava uma brecha do rival.
No segundo round, Griffin acertou um bom direto, mas levou o troco com uma sequência do adversário e balançou. Para se recuperar do mau momento, o campeão do primeiro TUF americano segurou Ortiz na grade. Após o retorno ao centro do octógono, Tito Ortiz demonstrou mais cansaço e pouco se movimentou. Forrest, então, seguiu encaixando mais golpes, principalmente no rosto do rival, além de chutes frontais que passaram de raspão. No finzinho, Tito conseguiu a queda, mas o tempo se esgotou.
Muito cansado, Tito Ortiz apenas se defendeu no início do terceiro e último assalto. Mas, após levar alguns golpes, acertou um diretaço de esquerda e levou Griffin ao chão momentaneamente. Depois de o rival se levantar, Ortiz o levou para o chão de novo com uma queda e ficou por cima, mas sendo travado por Forrest, que chegou a tentar, sem sucesso, a kimura. Com a luta e pé novamente, Griffin levou leve vantagem na trocação.
Ao fim do duelo, Forrest deixou o octógono e caminhou em direção ao vestiário, inexplicavelmente. Mas foi chamado pela organização para retornar imediatamente, e seguiu a solicitação. Foi anunciada, por decisão unânime dos jurados, a vitória de Griffin por 29 a 28. Logo após o anúncio, o vencedor pegou o microfone e fez ele mesmo a entrevista com Tito Ortiz, o mais novo aposentado e membro do Hall da Fama do UFC. O público, insatisfeito com a opinião dos juízes, vaiou Griffin e aplaudiu Ortiz.
- Estarei ligado ao Tito para sempre. Tivemos três lutas realmente apertadas. Ele estava jogando a pia da cozinha em mim, e eu estava cansado demais para sair da frente. Sempre vem o cansaço. Não sei quem ganhou essa luta, para ser sincero. Vou ter que assistir de novo - afirmou Griffin ao fim da batalha.

Nenhum comentário: