Weidman, sobre Spider: 'Espero que o UFC faça ele me enfrentar, e logo'

Americano revela mudança de planos sobre disputa de título, mas diz que também não ficaria chateado se chance for dada a Hector Lombard antes.

 

                                        Chris Weidman (esq.) nocauteou Mark Muñoz
                                                             na última quarta-feira



Em janeiro, Chris Weidman venceu Demian Maia e passou a figurar entre os principais nomes do peso-médio do UFC. Sem a chance de poder enfrentar os dois lutadores com mais destaque, Anderson Silva e Chael Sonnen, que já estavam com luta marcada, veio a oportunidade de encarar Mark Muñoz. Weidman era o azarão, mas derrotou o rival de forma avassaladora, no segundo round, no último dia 11. A ascensão já o coloca na rota de colisão com o campeão e, de acordo com o americano, o Ultimate trabalha nos bastidores para que essa luta aconteça.
- Sou um grande fã do Anderson Silva, acho que ele é o maior lutador da história do MMA, e eu disse isso respeitosamente a ele no Twitter. Meu manager esteve falando com o Joe Silva e aparentemente eles querem mesmo que eu enfrente o Anderson. Mas a questão é se o Anderson vai querer me enfrentar e em quanto tempo ele vai estar pronto para lutar de novo. Anderson Silva está ganhando tanto dinheiro no Brasil neste momento que está curtindo. Não sei se está muito interessado em pular no ringue com um cara jovem, faminto. É um confronto ruim no papel, porque meu nome não é como o do Chael Sonnen ainda. Eu entendo tudo isso que está acontecendo. Espero que o UFC faça ele me enfrentar, e logo - disse Weidman à rádio do site "MMA Fighting".
Entretanto, Chris Weidman (9-0) talvez não seja o principal candidato a próximo rival de Anderson Silva. Neste sábado, no UFC 149, Hector Lombard (32-2-1-1NC), ex-campeão do Bellator, estreia no Ultimate. Por ser um lutador mais velho (34 anos) e que demandou grande esforço para ser contratado, talvez fure a fila com uma vitória convincente diante de Tim Boetsch.
- Posso ver isso (Lombard disputar o cinturão) e não ficaria chateado. Ele é mais velho, recebe mais dinheiro que eu, entendo que isso faz sentido de um ponto de vista promocional. O UFC acabou de tirá-lo do Bellator, e ele tem uma longa série invicta... Mas, não sei. Simplesmente acho que sou a melhor luta para o Anderson, tenho a melhor chance de vencê-lo. Não sei se isso é do interesse do Ultimate ou não, mas essa é minha opinião - analisou Weidman.


                       Hector Lombard (esq.) vai estrear no UFC contra Tim Boetsch (dir.)

Fato é que a luta entre Lombard e Boetsch de sábado vai clarear bastante o caminho que o UFC vai dar ao peso-médio. Enquanto a decisão não vem, Chris Weidman continua imaginando como seria o duelo com Anderson Silva, e até se vê vencendo o brasileiro antes mesmo do gongo final.
- Ganhei cinco lutas seguidas no UFC, estou invicto, sou jovem, toda vez que tive um treinamento completo, terminei a luta. Esta foi a primeira que saiu do primeiro round, ganhei de dois caras Top 5 em seguida, e acho que sou um pesadelo estilístico para Anderson Silva. E vi todos esses caras dizendo que queriam lutar com ele para ver como se sairiam, mas não estou aqui para isso, estou dizendo que vou lá para vencer Anderson Silva e finalizá-lo. Estou sendo completamente sincero, se eu for enfrentar Anderson Silva, vou finalizá-lo, e se eu apenas o vencesse, não estaria satisfeito, preciso finalizá-lo. Posso estar louco, mas realmente acredito nisso.
No sábado, o SPORTV.COM acompanha em Tempo Real todos os detalhes da luta entre Lombard e Boetsch, além da disputa do cinturão interino dos pesos-galos entre Renan Barão e Urijah Faber, que será o evento principal do UFC 149.

 

Nenhum comentário: