Com moral no UFC, Glover Teixeira ganha elogios de Dana White

Invicto desde maio de 2006, mineiro foi exaltado pelo presidente do Ultimate, que disse que uma vitória sobre Rampage acabará com desculpas.

 

                                        Glover Teixeira está com moral com Dana White


Invicto há 16 lutas, Glover Teixeira fez sua estreia no UFC em maio, ao bater Kyle Kingsbury, pelo UFC 146. O meio-pesado precisou de menos de dois minutos para finalizar o americano e desde então, passou a ser um dos lutadores mais temidos na organização, o que rendeu elogios do presidente do Ultimate, Dana White. O mineiro de Sobrália, que tem 18 vitórias e duas derrotas no cartel enfrentará o veterano Quinton "Rampage" Jackson, no UFC Rio III. Teixeira não perde desde maio de 2006.
Recentemente, Mauricio Shogun, que enfrenta Brandon Vera neste sábado, chegou a dizer que preferia ser demitido do UFC se tivesse que enfrentar Glover. O argumento usado pelo curitibano foi o de que o lutador não era interessante para ele, que busca o cinturão. Para Dana White, uma vitória contra Rampage acabará com este tipo de argumento.
- Tenho certeza de que ninguém vai ficar feliz (em lutar contra Glover). Vamos ver como ele se sai contra o Rampage. É uma luta interessante. Os dois tem queixos ótimos e batem forte. As pessoas terão que enfrentá-lo. Você pode usar a desculpa: "Ninguém sabe quem ele é", isso ou aquilo. Se ele vencer o Rampage, vai ficar difícil dizer isso - disse Dana White a um pequeno grupo de jornalistas após a coletiva de quinta-feira.
Dana White também não concorda com quem diz que não há rivais para Jon Jones nos meio-pesados. O presidente do UFC usou o campeão dos médios, Anderson Silva, como exemplo.
- É a mesma coisa que as pessoas vêm dizendo sobre o Anderson Silva desde 2006. Sempre há desafiantes. Sempre há esses caras. Na noite de sábado eles têm que entrar lá e nos proporcionar um show.

Nenhum comentário: