Sonnen detona Jon Jones por recusa e ironiza slogan de patrocinador

Falastrão chama campeão meio-pesado do UFC de 'fedelho convencido' e diz que desafeto perdeu chance única de pegá-lo fora de forma e sem treino.

 


 



Após ser recusado por Jon Jones como substituto de Dan Henderson no UFC 151, Chael Sonnen voltou a ser o lutador mais procurado pela imprensa americana, em busca do seu lado da história - obviamente, também atrás de uma boa dose de polêmica. Enquanto o campeão dos pesos-meio-pesados segue em silêncio após a controversa decisão, que resultou no cancelamento do evento, Sonnen está dando entrevistas a todos os veículos que o procuram e, como de costume, ironizando o novo desafeto.

Na noite desta quinta-feira, em um de seus ataques, Sonnen lembrou da detenção de Jones por dirigir embriagado.
- Simplesmente não sei por que ele não quer me enfrentar no próximo sábado. O que mais ele tem para fazer no sábado? Tem alguma degustação de vinho numa pista de corrida local ou alguma coisa que não ouvi? Não sei. Não sei qual é o problema. Talvez Dana (White, presidente do UFC) não tenha tornado claro o suficiente que ele botaria Jon Jones num voo, talvez Jones achou que tinha de dirigir... - declarou Sonnen em entrevista ao canal de TV americano "ESPN".
Em seguida, fez piada com o slogan da empresa de material esportivo que recentemente anunciou "Bones" como seu novo contratado.
- Jon Jones tem sua própria maneira de fazer as coisas. O cara é um fedelho convencido, e quando você fica desse jeito, é cercado por pessoas que te dizem essas coisas. Você não pensa em mais ninguém além de você mesmo. Agora ele está com a Nike, e com o Jon Jones eles vão ter de mudar seu slogan para "Apenas não faça nada".
Sonnen não quis saber se seria injusto para Jones enfrentar um novo adversário com pouco mais de uma semana de sobreaviso e comparou a situação do desafeto à de Dan Henderson, seu amigo e companheiro de equipe, que queria continuar no evento mesmo com a lesão no joelho direito que o tirou de ação. Ele também disse que o atual campeão desperdiçou uma chance de pegá-lo desprevenido.
- Eu posso vencer Jon Jones, mas ele pode me vencer também. Esta era sua oportunidade de me pegar com oito dias de antecedência, que vão virar zero dia de antecedência. Tudo o que você faz na última semana é bater o peso e fazer uma turnê de mídia. Eu nunca colocaria o pé na academia. Essa era sua oportunidade de virar a balança em seu favor. Agora, quando eu for bater nele, da próxima vez vou ter um contrato, vou ter 90 dias, vou ter minha preparação normal. Esta seria sua oportunidade de passar pelo maior ícone que este esporte já viu, e ele perdeu, perdeu como um burro - disparou.
Chael Sonnen também lamentou pelos lutadores do UFC 151, que ficaram sem suas bolsas por causa do cancelamento do evento.
- Para os lutadores, vai ser muito difícil. Não são apenas os atletas. Eles têm treinadores, empresários, suas equipes e seus parceiros de sparring, todos eles estão esperando um pagamento. Você tem um efeito dominó no resíduo do seu atleta competindo, e eles vão perder porque um fedelho não teve a coragem de se comprometer - finalizou.

Nenhum comentário: