HOJE A PARTIR DAS 18:00 UBERLANDIA FIGHT CLUB


BOM DIA  A TODOS, HOJE É O GRANDE DIA  ESTAREI ACOMPANHANDO UM AMIGO E ATLETA PAULO AVEZUM NA REALIZAÇÃO DE UM SONHO ESTRÉIAR NO BOXE, APESAR DO CURTO ESPAÇO DE PREPARAÇÃO DESDE O FECHAMENTO DE CONTRATO COM OS ORGANIZADORES DO EVENTO A LUTA FORAM 5 SEMANAS DE TRABALHO DURO.  E COM UMA EQUIPE DE PROFISSIONAIS TRABALHANDO PARA QUE OCORRE-SE ESTE MOMENTO DANIEL (CHINA) STRIKER, WILL RODRIGUES TÉCNICAS DE BOXE E E EU BRAULIO COLMANETTI NA PARTE DE PREPARAÇÃO FISICA E AJUSTES FISIOLOGICOS RELACIONADO A PREPARAÇÃO DO ATLETA! APROVEITO ESTE ESPAÇO PARA AGRADECER A TODOS PELOS ACESSOS, E FORÇA QUE ESTÃO DANDO A ESTE GRANDE ATLETA  E PESSOA. AGRADECEMOS A DEUS E NOSSA FAMÍLIA , E QUE VENÇA O MELHOR POIS INDEPENDENTE DO QUE HOUVER HOJE SE INICIA UM NOVO CICLO NA VIDA DESTE JOVEM! TJ TENHAM UM DOMINGO ABENÇOADO!
 
 

Assista agora o Countdown do UFC 152 - Jones Vs. Belfort


Jon Jones ainda precisa cortar 4kg, mas mostra boa forma física para luta

Campeão dos meio-pesados continua sofrendo com perda de peso para pesagem oficial. Ele coloca o cinturão em jogo diante de Vitor Belfort.

 

                  Jon Jones mostra sua forma física, mas ainda precisa cortar peso



A luta de Jon Jones com a balança continua. Na noite desta quarta-feira, o campeão dos meio-pesados do UFC postou em seu Twitter pessoal uma foto mostrando sua boa forma física, mas afirmou que ainda precisa cortar 4kg (9 libras) para atingir o limite de sua categoria (205 libras ou 93kg) na pesagem oficial do UFC 152, nesta sexta-feira.
- Maldosas 214 libras (97kg) nesta noite - publicou Jon Jones, sorridente e tranquilo.
Para perder mais líquido, o americano optou por trabalhar de casaco durante seus treinamentos no hotel em Toronto.
Desafiante do evento, Vitor Belfort, que vinha lutando na categoria dos médios (até 84kg) já viajou para Toronto com o peso regulamentar. No início da semana, o brasileiro já havia batido 92kg.
A última luta de Jon Jones foi em abril desse ano, quando venceu Rashad Evans por decisão unânime dos jurados. Vitor Belfort, por isso vez, lutou em janeiro diante de Anthony Johnson, ganhando por finalização.
Belfort  vai tentar tomar o cinturão do americano neste sábado, com transmissão ao vivo do Combate. O canal transmite também a pesagem do evento, marcada para as 17h (de Brasília) desta sexta. O SPORTV.COM acompanha em Tempo Real.

 

Belfort se rende e confessa: 'Jones é o lutador favorito do meu filho'

Brasileiro enaltece seu adversário deste fim de semana e prevê ainda mais crescimento para o MMA: 'Vocês vão ficar chocados daqui a cinco anos'.

 

                  Vitor Belfort e Jon Jones na encarada após a coletiva de imprensa


Vitor Belfort nunca desmereceu seu oponente deste sábado. O lutador brasileiro sempre deixou claro que reconhecia o talento de Jon Jones, a quem considera a face da nova geração de lutadores. Durante a coletiva de imprensa oficial do UFC 152, nesta quinta-feira, em Toronto, Belfort contou que o campeão dos meio-pesados é o preferido de seu filho, Davi. Segundo ele, o herdeiro gosta de praticar os golpes característicos do americano.
- É difícil comparar lutadores. É como tirar a habilidade e força deles. Jon Jones é a nova geração de lutadores. É o lutador favorito do meu filho Davi. Ele fica tentando cotovelada rodada, joelhado no meu rosto. Eu falo para ele: "Vamos treinar jiu-jítsu", e ele diz que não, quer treinar MMA. Ainda não temos luvas específicas de treino de MMA. Ainda não temos equipamento específico. O esporte ainda está crescendo. Ainda não é o que vai ser. Vocês vão ficar chocados daqui a cinco anos. Aos 17 anos, eu sonhava com isso que acontece hoje - disse Vitor.
A última luta de Jon Jones foi em abril desse ano, quando venceu Rashad Evans por decisão unânime dos jurados. Vitor Belfort, por sua vez, lutou em janeiro diante de Anthony Johnson, ganhando por finalização.
Belfort vai tentar tomar o cinturão do americano neste sábado, com transmissão ao vivo do Combate. O canal transmite também a pesagem do evento, marcada para as 17h (de Brasília) desta sexta. O SPORTV.COM acompanha em Tempo Real.


UFC 152

22 de setembro de 2012, em Toronto, Canadá
 
CARD PRINCIPAL

Jon Jones x Vitor Belfort
Joseph Benavidez x Demetrious Johnson
Michael Bisping x Brian Stann
Matt Hamill x Roger Hollett
Cub Swanson x Charles do Bronx
 
CARD PRELIMINAR

Igor Pokrajac x Vinny Magalhães
T.J. Grant x Evan Dunham
Sean Pierson x Lance Benoist
Jimy Hettes x Marcus Brimage
Seth Baczynski x Simeon Thoresen
Mitch Gagnon x Walel Watson
Kyle Noke x Charlie Brenneman


 

Revista Endorfina estará presente na Fitness Brasil Bahia

 
 
Braulio Colmanetti (colunista),Michel Kaminski (Dir. Executivo) e
Prof. Luciano Cavalcante (Personal Trainer)














 
Nos dias 11 a 13 de outubro a Revista Endorfina estará presente no Fitness Brasil a maior feira welness do setor norte-nordeste, Visite o stand e conheça o trabalho da revistas de esportes que mais cresce no Brasil. Curtam também nossa página no facebook: http://www.facebook.com/pages/Revista-Endorfina/206201216060214 e fique por dentro de eventos, e novidades para as próximas edições!!!

CARAMELLO O PERSONAL DAS CELEBRIDADES DA DICA SOBRE INVESTIMENTO NO MARKETING VIRTUAL


Rodolfo Peres , Braulio Colmanetti e Kleber Caramello
CARAMELLO , O PERSONAL DAS CELEBRIDADES , PÔS GRADUADO EM MARKETING , ENSINOU QUE HOJE , O MAIOR INVESTIMENTO QUE UM PERSONAL DE SUCESSO PODE FAZER É INVESTIR NA INTERNET , NA COMPRA DE UM BOM DOMÍNIO QUE TRAGA MUITA VISIBILIDADE E ATRAIA CADA VEZ MAIS VISITAS AO SITE PESSOAL DO PROFISSIONAL. ELE CITOU O EXEMPLO DOS DOMÍNIOS QUE POSSUÍ E QUE MULTIPLICARAM POR 10 AS VISITAS NO PRÓPRIO CURRICULUM E
E OS CONTATOS DE NOVOS ALUNOS DE PERSONAL .

 

 

www.supino.com.br

www.personaltrainerbrasilia.com.br

www.personaldascelebridades.com.br

www.nutricionistabrasilia.com

www.nutricionistadascelebridades.com

www.nutricionistaesportivodf.com.br

www.nutricionistaesportivobrasilia.com

www.nutricionistadf.com.br

www.personaltrainerdf.com.br

www.personalbrasilia.com.br

www.personaldf.com.br


Todos estes dominios são de posse do Personal das Celebridades que não quer parar por ai! Além de atender varias celebridades entre elas Rebeca Gusmão, o Mr. Universso Ralph dos Santos, politicos e grandes empresários do distrito federal. Sem duvidas aliando seu conhecimento profissional na parte fisica junto com seu conhecimento amplo no marketing hoje KLEBER CARAMELLO é um dos profissionais mais conceituados no Brasil!

Dana White elogia Spider e Minotauro e se empolga com novo card do Rio

Presidente do Ultimate agradece aos lutadores por terem aceitado evento carioca e mostra animação com show brasileiro: 'Rio, aí vamos nós'.

 

                                                   Dana: animado com no card no Rio


Após as lesões de José Aldo e Quinton ''Rampage'' Jackson, Dana White precisou de apenas de 24 horas para conseguir duas novas lutas principais para o UFC Rio III, dia 13 de outubro. Para isso, o chefão contou com a ajuda do campeão dos pesos-médios, Anderson Silva, que vai lutar na categoria de cima contra Stephan Bonnar, e do peso-pesado Rodrigo Minotauro, que encara Dave Herman. Aliviado e ao mesmo tempo empolgado com a reviravolta do show carioca, White expressou sua admiração pela atitude dos lutadores.
- Muito respeito por Anderson, Minotauro, Bonnar, etc. Obrigado por entrarem no UFC 153. Brasil vai ser divertido! Rio, aí vamos nós! - publicou Dana White, em seu Twitter pessoal.
Outra novidade no card carioca foi a entrada de Fábio Maldonado. Ele enfrentará Glover Teixeira, que originalmente seria o rival de Rampage, lesionado.

Confira o card atualizado do UFC Rio III:

UFC Rio III

13 de outubro, no Rio de Janeiro (RJ)

CARD PRINCIPAL*

Anderson Silva x Stephan Bonnar
Rodrigo Minotauro x Dave Herman
Glover Teixeira x Fábio Maldonado
Jon Fitch x Erick Silva
Wagner Caldeirão x Phil Davis
Demian Maia x Rick Story

CARD PRELIMINAR*

Rony Jason x Sam Sicilia
Gabriel Napão x Gerônimo Mondragon
Gleison Tibau x Francisco Massaranduba
Diego Brandão x Joey Gambino
Serginho Moraes x Renée Forte
Luiz "Banha" Cané x Chris Camozzi
Cristiano Marcello x Reza Madadi
* A ordem dos combates ainda não está definida oficialmente

UFC 153 despedaçado: veja algumas soluções viáveis para o card do Brasil

Lesões de José Aldo e Rampage Jackson deixaram evento sem as duas lutas principais da noite. Anderson Silva aparece como principal solução.

 

Em menos de duas horas, o card do UFC Rio III ficou despedaçado. As lesões que tiraram José Aldo e Rampage Jackson das duas lutas principais do evento do dia 13 de outubro viraram um desafio para Dana White e Joe Silva (casador de lutas do Ultimate). Eles precisam encontrar duelos capazes de segurar o nível do torneio e não repetir o fiasco do UFC 151, cancelado por falta de uma luta capaz de substituir Jon Jones x Dan Henderson após a lesão do segundo. O sportv.com analisou algumas das possíveis soluções.
Anderson Silva na luta principal
A possibilidade que parece mais forte é a inclusão de Anderson Silva no card. O campeão peso-médio do Ultimate, neste caso, enfrentaria qualquer lutador da categoria meio-pesado que não fosse Jon Jones, como ele mesmo propôs recentemente para tentar salvar o UFC 151 do cancelamento. Na ocasião, após a lesão de Dan Henderson e a recusa de Jones em enfrentar Chael Sonnen, o brasileiro se ofereceu faltando apenas oito dias para o evento, mas já não havia mais tempo, e Dana White acabou anunciando mesmo o cancelamento.

  

Anderson Silva atuou no primeiro UFC Rio em agosto de 2011, quando venceu Yushin Okami


Agora, parece ainda mais oportuna a presença de Anderson. Primeiro porque o UFC 153 será no Brasil. E segundo porque ainda falta um mês para o evento, marcado para o dia 13 de outubro. Um lutador que aparece com chance de pegar o Spider é o meio-pesado Rashad Evans, que já manifestou várias vezes o desejo de enfrentá-lo. Além disso, Rashad vem treinando com Vitor Belfort, que conhece muito bem e já encarou Anderson e poderia ajudar o americano na preparação para uma potencial luta.


                                          Vitor Belfort enfrenta Jon Jones no Canadá


Jon Jones x Vitor Belfort

Outra solução viável, porém complicada, é a transferência do duelo entre o campeão dos meio-pesados Jon Jones e Vitor Belfort, escalado para o UFC 152, dia 22 de setembro, para o evento carioca. A mudança faria sentido uma vez que o show de Toronto também tem a disputa de cinturão entre os pesos-moscas Joseph Benavidez e Demetrious Johnson. Entretanto, a proximidade da data da luta complica.



                                 Chael Sonnen ainda não fez sua estreia nos meio-pesados


Sonnen e Mendes como substitutos

Que brasileiro não gostaria de vaiar o falastrão Chael Sonnen? Muitos fãs do país já têm bombardeado Dana White nas redes sociais, pedindo para o chefão colocar o americano, que ainda não estreou entre os meio-pesados, para substituir Quinton ''Rampage'' Jackson no coevento principal, diante do brasileiro Glover Teixiera. Ex-desafiante dos penas, o californiano Chad Mendes é um nome cotado para substituir José Aldo diante de Frankie Edgar. O duelo poderia valer um cinturão interino, já que esta é a segunda vez que Aldo se machuca em 2012.


                                       Após derrota em jinho, Wand está sem luta marcada


Wanderlei ou Minotauro

Para ganhar a atenção dos fãs, uma medida infalível seria incluir no card um ou mais atletas brasileiros já consagrados. Os primeiros nomes que surgem na lista de possibilidades são os de Wanderlei Silva e Rodrigo Minotauro. Os dois estão sem luta marcada e têm potencial de venda suficiente para atrair o público e salvar o UFC 153. Minotauro, por sinal, havia se oferecido para lutar no Rio, mas não obteve a resposta que desejava e acabou ficando fora. Com essa onda de lesões no Ultimate, o card carioca ganharia muito se tanto Wand quanto Minotauro fossem chamados, em vez de um só.
Além de Rampage Jackson e José Aldo, o UFC 153 já teve uma outra baixa por lesão. Erik Koch teve de ser substituído por Frankie Edgar porque se machucou. A terceira edição carioca do Ultimate também perdeu Vitor Belfort x Alan Belcher, já que o brasileiro ganhou a oportunidade de disputar o cinturão meio-pesado contra Jon Jones, no próximo dia 22 de setembro, no UFC 152.
 
UFC 153

13 de outubro de 2012, no Rio de Janeiro
 
CARD PRINCIPAL*

Frankie Edgar x adversário a ser divulgado
Glover Teixeira x adversário a ser divulgado
Jon Fitch x Erick Silva
Wagner Caldeirão x Phil Davis
Demian Maia x Rick Story
 
CARD PRELIMINAR*

Rony Jason x Sam Sicilia
Gabriel Napão x Gerônimo Mondragon
Gleison Tibau x Francisco Massaranduba
Diego Brandão x Joey Gambino
Serginho Moraes x Renée Forte
Luiz "Banha" Cane x Chris Camozzi
Cristiano Marcello x Reza Madadi












Dana não se desespera com o UFC Rio III: 'Tenho tempo para consertar'

Presidente do Ultimate lamenta lesões de José Aldo e Rampage Jackson, mas diz: 'É difícil, é parte do negócio. É o que é, e temos que lidar com isso'.

 

 

                                                      Dana: sem desespero


As lesões de José Aldo e Rampage Jackson, que mexeram no evento e coevento principais do UFC Rio III, em 13 de outubro, não vão tirar o sono de Dana White. "Cascudo" com esse tipo de acontecimento após ter cancelado recentemente o UFC 151 inteiro, o presidente do Ultimate desta vez terá mais tempo para achar soluções para o card em solo brasileiro. Ele lamentou a terça-feira macabra para a organização, mas não se desesperou:
- José Aldo foi acertado por um carro, ferrou o pé e está fora. Rampage Jackson machucou o cotovelo e está fora. O evento e o coevento principais (cancelados) no mesmo dia, com menos de uma hora de diferença entre eles. Eu não sei. Eu tenho que consertar isso. Tenho tempo para consertar agora e vamos pensar em alguma solução - disse ao site americano "Yahoo Sports".
Dana se mostrou chateado principalmente por Frankie Edgar, que aceitou enfrentar José Aldo, mesmo com o tempo reduzido de preparação, após a lesão de Erik Koch:
- Frankie Edgar está arrasado neste momento, cara. Ele veio de uma derrota controversa na última luta, conseguiu outra disputa de cinturão, investe dinheiro em outro camp, e Aldo se machuca. Esse garoto não tem uma trégua também. Todo mundo estava doido para ver Frankie x Aldo e Glover x Rampage. É difícil, é parte do negócio. É o que é, e temos que lidar com isso.

 

Wanderlei Silva confirma rumores de luta no UFC Rio III: 'Existe e é forte'

'Cachorro Louco' torce para que Chael Sonnen possa ser seu oponente.

 

 

                            Wanderlei Silva confirma possibilidade de enfrentar Sonnen


Após as lesões de José Aldo e Rampage Jackson, o UFC Rio III ficou desmantelado, sem evento e coevento principal para o show. Já recuperado de sua derrota para Rich Franklin, em junho, no UFC BH, Wanderlei Silva já aparece como um dos possíveis substitutos para o card carioca. Sem querer dar nenhuma confirmação, o ''Cachorro Louco'' deixou que o rumor existe e enxerga a chance com bons olhos.
- O rumor existe e é forte. Mas não posso falar e ainda não tem nada confirmado. Estou esperando para saber o que realmente vai acontecer. Para mim seria um imenso prazer, lutar no Rio é um sonho. O público é demais - disse Wand.
Wanderlei Silva também falou sobre a possibilidade de enfrentar o falastrão Chael Sonnen, que já o provocou em algumas ocasiões, e mostrou empolgação.
- Acho que seria a luta perfeita, que todos gostariam de ver. Tornaria o show bem interessante - completou.
Procurado pelo SPORTV.COM, o treinador de Chael Sonnen, Scott McQuary, afirmou que, até a  noite da última terça-feira, americano ainda não havia sido procurado pelo Ultimate.
Além de Rampage e Aldo, o UFC 153 já teve uma outra baixa por lesão. Erik Koch teve de ser substituído por Frankie Edgar porque se machucou. A terceira edição carioca do Ultimate também perdeu Vitor Belfort x Alan Belcher, já que o brasileiro ganhou a oportunidade de disputar o cinturão meio-pesado contra Jon Jones, no próximo dia 22 de setembro, no UFC 152.
 
UFC 153

13 de outubro de 2012, no Rio de Janeiro
 
CARD PRINCIPAL*

Frankie Edgar x adversário a ser divulgado
Glover Teixeira x adversário a ser divulgado
Jon Fitch x Erick Silva
Wagner Caldeirão x Phil Davis
Demian Maia x Rick Story
 
CARD PRELIMINAR*

Rony Jason x Sam Sicilia
Gabriel Napão x Gerônimo Mondragon
Gleison Tibau x Francisco Massaranduba
Diego Brandão x Joey Gambino
Serginho Moraes x Renée Forte
Luiz "Banha" Cane x Chris Camozzi
Cristiano Marcello x Reza Madadi

 

Belfort apoia José Aldo e aproveita para dar conselho: 'Vende essa moto'

Lutador brasileiro se prepara para enfrentar Jon Jones dia 22 de setembro.

 

 

                                 Vitor Belfort deu conselho para o peso-pena José Aldo


A lesão no pé que tirou José Aldo da luta principal do UFC Rio III ainda repercute. Através de seu Twitter pessoal, Vitor Belfort expressou seu apoio ao campeão dos pesos-penas e aproveitou para aconselhar o compatriota a não andar mais de moto, já que um acidente sofrido no dia 1º de setembro, em Copacabana, causou o problema do lutador.
-  É importante vocês apoiarem o atleta lesionado porque ele é o maior prejudicado. Aqui vai meu abraço para meu amigo e campeão José Aldo. Agora, me faz um favor e vende essa moto. Pois nesse esporte, sair vivo de uma contusão é nascer de novo - postou.
Pouco depois, José Aldo agradeceu por meio do microblog.
- Obrigado, Vitor. Abraços - publicou.
Vitor Belfort está na fase final de sua preparação para enfrentar o campeão dos meio-pesados, Jon Jones. O duelo será no dia 22 de setembro, pelo UFC 152, em Toronto.
Além de José Aldo e Rampage Jackson, o UFC Rio III já teve uma outra baixa por lesão. Erik Koch teve de ser substituído por Frankie Edgar porque se machucou.


UFC 153

13 de outubro de 2012, no Rio de Janeiro
 
CARD PRINCIPAL*

Frankie Edgar x adversário a ser divulgado**
Glover Teixeira x adversário a ser divulgado**
Jon Fitch x Erick Silva
Wagner Caldeirão x Phil Davis
Demian Maia x Rick Story
 
CARD PRELIMINAR*

Rony Jason x Sam Sicilia
Gabriel Napão x Gerônimo Mondragon
Gleison Tibau x Francisco Massaranduba
Diego Brandão x Joey Gambino
Serginho Moraes x Renée Forte
Luiz "Banha" Cane x Chris Camozzi
Cristiano Marcello x Reza Madadi

* A ordem dos combates ainda não está definida oficialmente
** Os combates ainda não foram anunciados oficialmente


 

Wallpaper - BC "resistencia" parar você tornar a "Area de trabalho" de seu Pc em "Area de motivação"

Wallpaper -  BC "resistencia" parar você tornar a "Area de trabalho" de seu Pc em "Area de motivação"

Semanalmente estarei postando fotos para que vocês utilizem em sua área de trabalho do computador como fundo para manterem a semana inteira! focados e motivado a primeira é esta!!! Abraços a todos e bons e árduos treinos!

O Levantamento Terra e suas variações

Artigo por Braulio Colmanetti
Revista Muscle in Form - http://muscleinform.com.br
Para Visualizar melhor o texto clique nas figuras!


Tytschyo surpreende e tira cinturão de André Chatuba no Bitetti Combat

Lutador da Chute Boxe precisa de apenas um minuto para finalizar campeão meio-médio. Sheymon Moraes e Toninho Fúria brilham e vencem torneios.

 

                               Sheymon Moraes exibe o cinturão peso-galo no vestiário

O Bitetti Combat Rocinha terminou com uma surpresa neste sábado, no Rio de Janeiro. Cassiano Tytschyo, da academia Chute Boxe, derrotou André Chatuba em apenas um minuto e conquistou o

PERSONAL DAS CELEBRIDADES CARAMELLO COMANDA O SHOW COM AS FERAS DO UFC EXPONUTRITION 2012 RIO DE JANEIRO

Noite de estudo: Jon Jones assiste aos vídeos das lutas de Vitor Belfort

Americano posta foto no Twitter segurando DVDs de combates do lutador brasileiro. Os dois se enfrentam no evento principal do UFC 152, no dia 22.

 

                               Jon Jones e os DVDs das lutas do brasileiro Vitor Belfort


A noite deste domingo será de muito estudo para Jon Jones. O lutador americano, atual campeão dos meio-pesados do UFC, postou no Twitter uma foto em que aparece segurando dois DVDs com apanhados de lutas de Vitor Belfort, seu próximo adversário. Em um deles, é possível ver que constam os duelos do brasileiro contra Anthony Johnson, Yoshihiro Akiyama e Anderson Silva, pelo Ultimate, e contra Matt Lindland, pelo Affliction. Jones ainda respondeu uma pergunta de um fã sobre como ele via o combate contra Vitor Belfort.
- Boxer x kickboxer, faixa-preta de jiu-jítsu x faixa-preta de wrestling - escreveu Jones, citando primeiro as características do seu rival.
Jon Jones e Vitor Belfort se enfrentam na luta principal do UFC 152, em Toronto, no Canadá, no dia 22 de setembro.

 

Vitor Belfort: Sou o único cara da minha era que ainda está no topo'.

Carioca crê que fez favor ao UFC ao aceitar Jones e não sabe se segue nos meio-pesados. Confiante, afirma: 'Chances de 50% para mim e 50% para ele'.

 

 

                                                                    Vitor Belfort


Um turbilhão de emoções levou Vitor Belfort da luta contra Alan Belcher no Rio de Janeiro pela categoria dos médios à disputa do cinturão meio-pesado contra o temido Jon Jones no UFC 152, no dia 22 de setembro, em Toronto. Ao contrário de Lyoto Machida e Mauricio Shogun, que recusaram a oferta e optaram por mais tempo de preparação para encarar o atual campeão, de quem já perderam, o lutador carioca aceitou o duelo na hora, mesmo tendo de fazer dois esforços: deixar de atuar novamente em sua terra natal e ter de subir para uma categoria na qual não compete há mais de quatro anos. Movido a desafios, Vitor mostrou enorme confiança em entrevista por telefone ao SPORTV.COM. Aos 35 anos, se considera na melhor fase da carreira:
Se o cara me convida para lutar pelo cinturão significa que eu tenho história. Sou o único cara da minha era que ainda está em atividade e no topo, na melhor fase da minha carreira. Quando eu fui campeão aos 19 anos, o Jon Jones tinha nove anos de idade. Estou indo para ganhar a luta, não pelo cinturão  - disse Vitor, que venceu sete de suas últimas oito lutas (perdeu apenas para Anderson Silva).
Belfort deixou claro que não mudou definitivamente de categoria, mas fez um favor à organização ao aceitar o duelo. Independentemente de vitória ou derrota no Canadá, preferiu não falar sobre os planos de voltar aos médios ou seguir nos meio-pesados após o combate:
- A minha categoria é o peso-médio. Estou subindo para fazer essa luta contra o Jon Jones. (...) Vamos ver isso depois. Eu ia lutar no Rio e estou fazendo um favor para o UFC. Eu lutava nessa categoria (dos meio-pesados) e atualmente luto nos médios. Não estou lutando pelo cinturão, mas pela paixão e pelo prazer de lutar.

       Jones faz graça no treino: Vitor foi o único que aceitou enfrentá-lo no UFC 152


Vitor também se disse muito triste pelo cancelamento do UFC 151 - devido à recusa de Jon Jones em enfrentar Chael Sonnen após a lesão de Dan Henderson - e detalhou o rápido processo até o convite do Ultimate para que enfrentasse o campeão. Foi ele próprio quem entrou em contato com a organização e se ofereceu para cobrir qualquer problema que houvesse e pudesse resultar em outro cancelamento de evento. Mas ficou incrédulo ao receber o contrato do UFC 152 para assinar. A seguir, leia a entrevista completa:


SPORTV.COM: O que te fez aceitar essa luta contra o Jon Jones?

VITOR BELFORT: O desafio. Eu sou movido a desafios. E confio em mim, acredito que sou capaz. Além de criar minha atmosfera, antes de tomar uma decisão, eu consulto quem está ao meu lado, e todos pensaram a mesma coisa, que era mais um desafio.

Como sua família reagiu à notícia?
Eles ficaram superfelizes pelo desafio, por depois de 17 anos de carreira eu poder ter uma oportunidade dessa.

Foi um tapa de luva de pelica em quem costuma recusar adversários, inclusive no Jon Jones, que recusou o Sonnen?
Não tem nada disso. Cada um toma sua decisão, e eu decidi porque quero, porque eu acredito que posso ganhar dele. As chances são de 50% para mim e 50% para ele. Vou lutar contra o melhor da categoria dos meio-pesados que existiu até hoje. O leão antigo contra o leão novo.

Como ocorreu tudo isso? Quem falou com você? Quando?
Eu nunca tinha visto um UFC ser cancelado na minha vida. Já faço isso há muito tempo, então imagina isso para mim... Ver um UFC ser cancelado foi muito difícil, então me coloquei à disposição. Não gostaria que isso acontecesse. Liguei direto para o Lorenzo (Fertitta, um dos donos do UFC), e disse que ajudaria no que fosse possível. Fiquei muito triste. O Lorenzo é um cara que me conhece, trabalhamos juntos há anos, tenho boa relação com ele. No mesmo dia o Lorenzo me mandou uma mensagem: "Vitor, está tranquilo. Já marcamos a luta do Jon Jones contra o Lyoto (Machida) em Toronto". E era uma ótima luta, eu estava esperando muito. Aí à noite eu estava em casa lendo a Bíblia com o Mark (Shubert, pastor e amigo) na sala, e o Pedro (Lima, seu empresário) estava trabalhando no computador. Aí ele (Pedro) vira e fala: "Vitor, você vai lutar contra o Jon Jones". E eu: "Ah, Pedro! Conta outra! Está de brincadeira...". Aí ele: "É isso mesmo, está aqui o contrato". Falei: "É mentira!". Logo depois o Lorenzo me mandou uma mensagem falando isso. Eu já tinha conversado com todo mundo, Joana (Prado, esposa), (Gilbert) Durinho, Pedro, Mark, todo mundo que está perto de mim, e liguei para o Lorenzo. "Você está falando sério mesmo?", eu perguntei. E ele: "Vamos precisar de você. Ninguém quis lutar contra o Jon Jones e preciso muito que você nos ajude. Falei: "É sério que você está me dando essa oportunidade?". Só tive de agradecer. Já fui campeão dos pesados, dos meio-pesados e tenho feito ótimas lutas nos médios.

Você reclamou da imprensa após ter dito que o Jones é o melhor da história, só que nos meio-pesados. Recebeu muitas críticas nas redes sociais?
Nenhuma. As pessoas criam polêmica, principalmente quando envolve meu nome e o nome do Anderson (Silva). Adoram botar lenha na fogueira. Botaram o que eu falei de outra forma. Até hoje o melhor peso por peso do mundo é o Anderson. Ele já provou isso.

Você se considera o azarão, aquele cara que não tem nada a perder?
Eu me considero o lutador com vontade de vencer.

O que o Rashad tem te passado, já que ele era companheiro de treino do Jon Jones e também já o enfrentou no UFC?
Ele tem me passado tudo que sabe sobre o Jones, tudo que pode me ajudar.

Você disse que não vinha treinando com o Alistair Overeem na Blackzilians para a luta contra o Alan Belcher. Vocês têm treinado agora, já que ele é da altura do Jon Jones?
O Overeem faz parte da Blackzilians, então me ajuda com essa coisa de distância, de chute. Todo mundo está me ajudando para que eu possa vencer esse combate. Estamos juntando as nossas forças.

O Rashad será seu head coach (treinador principal) ou isso é boato?
Aqui está todo mundo em um todo. O Zé Mário (Sperry) está chegando na segunda-feira, tem o Durinho, o Rashad, todos esses. O head coach aqui é Jesus.

Mas e em relação a quem vai ficar no seu córner? Quem será seu head coach neste sentido?
A gente está definindo como vai ser, mas ele (Rashad) vai ser um dos head coaches.
Se você não tivesse tido o gostinho de lutar no Rio de Janeiro no início do ano, pensaria mais antes de aceitar essa troca de palco?
Sacrifiquei o desejo do povo de me ver lutar (no Rio) pela jornada importante. O resultado não tenho como saber, é muito prematuro. A mídia está toda hora fazendo esse jogo de "quem vai vencer" para vender jornal, mas os meus fãs só têm mensagems boas para mim. Eu acredito, vou lá acreditando no que sou capaz. Quando entrarem ali dentro os dois têm a mesma chance de vencer. Não existe um terceiro homem. Estou feliz e alegre pela oportunidade. Foi um sacrifício, mas por um grande motivo. Estou indo para lá com toda a nação comigo.

E se você ganhar e se tornar campeão?
Esquece o "se". Vamos ver isso depois.

Tem alguma mensagem para os fãs que acreditam em você?
Eu agradeço o carinho de todos. Agradeço a todos os brasileiros que estão com a passagem comprada para poder me apoiar e vêm me apoiando durante a minha carreira inteira. Sou muito grato por sempre terem acreditado em mim. Vamos rumo à vitória. São 190 milhões de brasileiros que estarei representando lá. Como diz o hino, a gente não foge à luta. E vamos lá, sabendo que é contra um grande campeão.


O Jones é amplamente favorito nas casas de aposta. O que você tem a dizer para quem não acredita em você?
Não tenho nada para dizer. Cada um cria sua atmosfera e acredita na sua crença. Graças a Deus não dependo das bolsas de aposta. Se eu dependesse, meu amigo, não subiria nem para lutar. Então, não quero nem saber. Eu não aposto.

Você havia dito que pretendia subir para os meio-pesados daqui a algum tempo e acabou antecipando isso. Pode dizer que subiu em definitivo?
Acho que não. Estou subindo literalmente em prol da organização. A minha categoria é o peso-médio. Estou subindo para fazer essa luta contra o Jon Jones.



 

Cigano: 'Overeem merece é tomar uma surra, e eu ia providenciar isso'

Campeão peso-pesado diz que holandês terá de esperar por sua vez para disputar o título, mas reforça desejo de enfrentá-lo em breve.

 

                           Cigano e Overeem deveriam ter se enfrentado em dezembro


A decisão sobre quem seria o próximo adversário de Junior Cigano na disputa do cinturão do peso-pesado do UFC gerou algumas polêmicas entre os lutadores. O UFC se inclinou para o lado de Cain Velasquez, mas a vontade do brasileiro era enfrentar Alistair Overeem. Não que Cigano achasse que o holandês merecia mais. O desejo era o de rebater dentro do octógono as provocações que vinha sofrendo.
- Eu realmente falei para o Dana White que adoraria lutar com o Overeem. Bater no Overeem, na verdade. É isso que vai acontecer quando tiver essa luta. Seria um prazer. Na minha opinião, ele não merecia lutar pelo cinturão. O Cain merece, e a gente vai ter essa luta. O que o Overeem merece é tomar uma surra, e eu ia providenciar isso - disse Cigano à revista "Tatame".
Enfrentar Alistair Overeem realmente seria um dos maiores desafios da carreira de Junior Cigano. O holandês é muito mais experiente: disputou 32 lutas a mais (48 a 16); foi campeão no Strikeforce; e venceu um Grand Prix no K-1, principal evento de trocação, justamente o ponto forte de Cigano. Mas nem mesmo todas essas referências e os 1,96m e 116kg do rival assustam.
- Estou cansado desse negócio desses caras que se acham os grandões, os fortões, que são maus e que as pessoas têm que ter medo porque eles fazem cara feia. Acabou esse negócio. A gente é atleta, e vai vencer quem fizer mais e treinar para isso. É isso que eu tenho para falar - declarou Cigano.

Cigano e Overeem deveriam ter se enfrentado no duelo principal do UFC 146, em 26 de maio, mas o holandês caiu no exame antidoping por uso abusivo de testosterona e foi substituído por Frank Mir. Em sua defesa, ele alegou que ingeriu a substância sem saber e culpou o médico pelo ocorrido.
A luta entre Junior Cigano e Velasquez será disputa no dia 29 de dezembro, em Las Vegas (EUA). No mesmo evento, Forrest Griffin vai encarar Chael Sonnen.
 
UFC 155

29 de dezembro de 2012, em Las Vegas (EUA)
 
CARD PRINCIPAL*
Junior Cigano x Cain Velásquez
Forrest Griffin x Chael Sonnen
Gray Maynard x Joe Lauzon
Philip De Fries x Matt Mitrione

* A ordem dos combates ainda não está definida oficialmente


 

 

Agente explica recusa de Lyoto para luta contra Jones: 'Quer estar 100%'

Ed Soares diz que brasileiro precisa estar bem preparado, já que nova derrota para o mesmo lutador pode colocar em risco a própria carreira.

 

 

            Lyoto Machida venceu Ryan Bader e ganhou chance de disputar cinturão



A lesão de Dan Henderson, e a resposta negativa de Jon Jones para que ele enfrentasse Chael Sonnen causou o cancelamento de todo o UFC 151, que era para ter sido realizado no último sábado. A partir de então, o Ultimate passou a buscar um novo adversário para Jones para o dia 22 de setembro, no UFC 152, em Toronto (CAN). Vitor Belfort foi o escolhido, depois que Mauricio Shogun e Lyoto Machida recusaram.

Um dos empresários de Lyoto Machida, Ed Soares explicou o porquê de o baiano radicado em Belém ter dito "não" para o UFC. Segundo o agente, o pouco tempo de preparação poderia levar a uma nova derrota em uma disputa de título para Lyoto. Isso colocaria a sua carreira nos meio-pesados em risco.
- Todo cara que perdeu para um campeão duas vezes basicamente tem de se reinventar e provavelmente mudar de categoria. Para o UFC, potencialmente, é apenas outro evento. É apenas UFC 151 ou 152 ou o que seja, mas para o Lyoto é a o maior desafio de sua vida. Sei que no coração de Lyoto e em sua mente, ele acredita que ainda pode ser o campeão dos meio-pesados. Então, se vai aproveitar esta oportunidade, ele quer estar 100%. Porque se ele perder, não é apenas como perdendo outra luta. Ele realmente terá de se reinventar e descobrir o que vai fazer - disse o agente à rádio do site "MMAWeekly".


UFC 152

22 de setembro de 2012, em Toronto, Canadá
 
CARD PRINCIPAL
Jon Jones x Vitor Belfort
Joseph Benavidez x Demetrious Johnson
Michael Bisping x Brian Stann
Matt Hamill x Vladimir Matyushenko
Cub Swanson x Charles do Bronx
 
CARD PRELIMINAR
Igor Pokrajac x Vinny Magalhães
T.J. Grant x Evan Dunham
Sean Pierson x Lance Benoist
Jimy Hettes x Marcus Brimage
Seth Baczynski x Simeon Thoresen
Mitch Gagnon x Walel Watson
Kyle Noke x Charlie Brenneman